Golpe de 64: Bolsonaro quis fazer uma coisa, acabou fazendo outra

90 dias de governo neste domingo (31).

Nunca vimos nada parecido.

58 milhões de brasileiros elegeram um homem que dá todos os sinais de estar despreparado para ser presidente.

É impressionante o açodamento que há em suas decisões.

É incrível a capacidade dele de errar no que julga estar certo.

Vejam o episódio dos 55 anos do golpe militar de 64.

Bolsonaro mandou comemorar a “Revolução”.

Quis fazer uma coisa, acabou fazendo outra.

A determinação do presidente levou os que sabem que houve golpe e ditadura a manifestações muito mais contundentes do que era esperado.

O que se viu nas redes sociais indica que Bolsonaro se deu mal nessa tentativa grosseira de reescrever a História.

Neste 31 de março, a memória do golpe militar que houve se sobrepôs à da “Revolução” que não houve.