Neil Sedaka, o cara que botou açucar no rock, faz 80 anos

Parecem personagens saídas 

De uma balada

De Neil Sedaka

No começo dos anos 60

Neil Sedaka faz 80 anos nesta quarta-feira (13).

Lembram dele?

Não?

Mas, certamente, lembram de Oh! Carol, sua balada mais famosa.

Na segunda metade dos anos 1950, Sedaka açucarou o que a primeira geração do rock vinha fazendo.

Ele ainda não tinha 20 anos quando lançou The Diary, em 1958.

Oh! Carol, seu maior sucesso, veio no ano seguinte. É, portanto, uma sexagenária.

*****

O rebolado de Elvis, que a TV americana censurou.

Os comentários sociais das letras de Chuck Berry.

A performance de Little Richard, primeira bicha louca do rock.

Neil Sedaka não tinha nada disso.

Era apenas um rapaz bonitinho tocando ao piano baladas pra lá de melosas.

O diabo é que elas também ficaram, atravessaram o tempo e hoje estão aí, evocando uma época, guardadas na memória afetiva de milhões de pessoas.

*****

Na primeira metade dos anos 1970, no Brasil, o rock rural de Sá, Rodrix e Guarabyra já tratava Sedaka como uma referência positiva de uma década atrás.

Longe daqui, Elton John, ao conquistar as paradas com Crocodile Rock, revelava que Sedaka estava entre as influências que recebeu, era uma das suas fontes.

Não somos nós, agora, que vamos questionar o legado de Neil Sedaka, esse artista de 80 anos.