As (minhas) 10 maiores bandas do rock são essas. E as suas?

Alguns leitores me sugerem temas.

Um garoto pediu a lista das 10 maiores bandas do rock.

Eu respondi que não seriam do tempo dele.

Ele disse que não tinha problema.

OK. Essas escolhas são pessoais e subjetivas.

E essas listas mudam.

No meio, resgatei um texto sobre bandas. Tem grupos que não estão aqui. E não tem alguns que estão.

Para hoje, a minha lista é essa.

(A primeira e a segunda – essas sim! – são imutáveis)

THE BEATLES

THE ROLLING STONES

LED ZEPPELIN

PINK FLOYD

THE WHO

Grupos? Bandas? No passado, o público brasileiro chamava de conjuntos. Eram pequenas formações (três, quatro ou cinco elementos) comandadas por guitarras elétricas. Mais contrabaixo e bateria. No máximo, um teclado. Ou um saxofone.

Bill Haley and His Comets, Buddy Holly and The Crickets, Gene Vincent and His Blue Caps. Nos anos 1950, no advento do rock’n’ roll, os nomes indicavam que os músicos eram meros acompanhantes das estrelas.

Na década seguinte, vieram os grandes grupos, nos quais importava mais o conjunto do que os seus integrantes, embora, mais tarde, estes também tenham se projetado individualmente. Dentro ou fora das bandas a que pertenciam.

A fluidez melódica: Beatles. A presença do blues: Rolling Stones. O psicodelismo que desaguou no progressivo: Pink Floyd. O rock pesado: Led Zeppelin. A criação da ópera-rock: The Who. O conceito de power trio: Cream.

Seis grupos essenciais, seis fundamentos para quem quer se debruçar sobre a história e o papel desempenhado pelas bandas de rock. Está tudo nelas, dos rudimentos às maiores ousadias. E são todas inglesas.

Na América, os Byrds fundiram Beatles e Bob Dylan. O folk deste com as guitarras daqueles. Os Doors tinham no comando um cara que queria ser poeta: Jim Morrison. Sua personalidade, de tão forte, se sobrepôs ao sentido de grupo.

A década de 1960 resume tudo. Mas seguimos com Queen, Clash, Police, U2, Nirvana. Bandas que foram mudando o rock. A música, a atitude, o show, o negócio. Elas resistiram ao tempo, chegaram ao século XXI.

CREAM

THE JIMI HENDRIX EXPERIENCE

YES

TRAFFIC

QUEEN

Se fosse dar um toque de contemporaneidade à lista, acrescentaria mais uma banda:

U2