Dustin Hoffman, ator graduado aos 30, faz 80 anos

Dustin Hoffman faz 80 anos nesta terça-feira (08).

Tinha 30 quando se projetou com A Primeira Noite de um Homem, de Mike Nichols. Era o graduado do título original, um rapaz mimado pelos pais e inexperiente com as mulheres.

As canções de Simon e Garfunkel (Mrs. Robinson, The Sound of Silence) se associaram à imagem de Hoffman no instante em que ele se tornou um ator conhecido e respeitado mundialmente.

Em Perdidos na Noite, de John Schlesinger, era um tuberculoso que dividia com Jon Voight, o cowboy vindo do interior, a solidão e a miséria nas ruas de Nova York.

Quando lembro de Hoffman, são esses os dois primeiros filmes que me ocorrem.

Mas ele brilhou em muitos outros papéis.

Em O Pequeno Grande Homem, de Arthur Penn, como um personagem centenário que narra a sua história.

Em Sob o Domínio do Medo, de Sam Peckinpah, como o tímido professor de matemática exposto a uma situação que o leva ao paroxismo da violência.

Em Todos os Homens do Presidente, de Alan Pakula, como um dos repórteres (o outro é Robert Redford) do caso Watergate.

Em Tootsie, de Sydney Pollack, como um ator desempregado que se veste de mulher e faz sucesso numa telenovela.

Grandes personagens, atuações notáveis, filmes inesquecíveis.

Vamos escolher um para festejar os seus 80 anos?

Dustin Hoffman merece!