Sérgio Cabral, o filho, faz lembrar Sérgio Cabral, o pai

Em 1978, João Nogueira integrou o elenco do Projeto Pixinguinha. O cenário do show era um bar. O artista e sua banda bebiam (ou fingiam que) durante as músicas.

Entre um número e outro, o garçom ia ao microfone e contava histórias maravilhosas sobre a música do Rio de Janeiro. O garçom era Sérgio Cabral, o pai.

Corte.

Quase 40 anos se passaram, e vejo o ex-governador do Rio envolvido nessa história da compra de um anel, por 800 mil reais, para a mulher dele. Delta, Cavendish, negócios de meio bilhão, não vou entrar em detalhes. Está na mídia. Não é um episódio edificador.

O ex governador é Sérgio Cabral, o filho.

sergio-cabral

Corte.

Sérgio Cabral, o pai, é uma grande figura da música popular brasileira. Jornalista, crítico, produtor de discos, escritor, fundador do Pasquim – testemunhou alguns dos maiores acontecimentos musicais do seu tempo, esteve ao lado dos artistas mais importantes e os viu em atividade.

Militante da esquerda, preso durante a ditadura, jurado na era dos festivais, Sérgio Cabral, o pai, é uma figura que nos é muito cara.

Quando vejo o filho envolvido em episódios como este aí do anel, claro que penso no pai. Filho é filho, mas, por sua história, por suas posturas, Sérgio Cabral, o velho, não merecia isto!

Top 10 de Paulinho da Viola, que canta neste sábado em JP

Paulinho da Viola canta neste sábado (22) em João Pessoa. O show será às 21h00 no teatro A Pedra do Reino, do Centro de Convenções.

Que tal um top 10 de Paulinho da Viola para animar quem vai ao show?

Quantas dessas músicas vão estar no set list?

Sinal Fechado

Coisas do Mundo, Minha Nega

Foi um Rio que Passou em Minha Vida

Tudo se Transformou

Para um Amor no Recife

Dança da Solidão

Argumento

Amor à Natureza

Coração Leviano

Timoneiro

No Dia do Poeta, uma lista dos grandes letristas da nossa música popular

No Dia do Poeta (20), quero lembrar que o Brasil é um país de grandes letristas de música popular.

Podem até não ser poetas, dizem alguns acadêmicos, mas a música deles está, sim, cheia de poesia!

vinicius

Tem o caso de Vinícius de Moraes, que, antes de fazer letra de música, fez poesia seguindo o cânone. E tem os demais que quero citar aqui.

Tudo, ainda, por causa do Nobel de Literatura concedido a Bob Dylan.

Que tal, então, uma lista dos nossos maiores letristas, começando pelos mais velhos?

Cartola

Noel Rosa

Vinícius de Moraes

Dorival Caymmi

Lupicínio Rodrigues

Caetano Veloso

Gilberto Gil

Chico Buarque

Aldir Blanc

Fernando Brant

 

Sete filmes de Truffaut para ver (ou rever) na tela grande

Um grande acontecimento para os cinéfilos de João Pessoa.

Desta quinta-feira (20) até a próxima quarta-feira (26), na sala 1 do Cinépolis (Manaíra Shopping), será exibido um Festival François Truffaut. Nos dias úteis, sessões às 19h30. No fim de semana, às 14hoo.

Quase inacreditável rever Truffaut durante sete dias seguidos na tela grande.

Truffaut, fundador da Nouvelle Vague, o avesso de Jean-Luc Godard, seu companheiro (e depois desafeto) no movimento que revolucionou o cinema dos anos 1960.

OK. Faltou A Noite Americana, sua declaração de amor ao cinema, mas tem a homenagem ao teatro em O Último Metrô. E, à exceção do média Antoine e Colette, tem todo o ciclo Antoine Doinel. Mais o hitchcockiano A Noiva Estava de Preto. E a obra-prima Jules e Jim.

Quinta-feira (20): Os Incompreendidos

os-incompreendidos

Sexta-feira (21): Jules e Jim

jules-e-jim

Sábado (22): Beijos Proibidos

beijos-proibidos

Domingo (23): A Noiva Estava de Preto

a-noiva-estava-de-preto

Segunda-feira (24): Domicílio Conjugal

domiclio-conjugal

Terça-feira (25): O Amor em Fuga

o-amor-em-fuga

Quarta-feira (26): O Último Metrô

o-ultimo-metro

Divulgado trailer oficial de “Elis”. Longa estreia em novembro

Divulgado o trailer oficial de “Elis”. O longa, premiado em Gramado e exibido há pouco no Festival do Rio, tem estreia programada para o dia 24 de novembro.

Quem interpreta Elis Regina é Andréia Horta. A direção é de Hugo Prata.

Confiram o trailer.

Drummond traduziu Beatles para o Português! Vocês sabiam?

O Nobel de Literatura concedido a Bob Dylan remete, claro, ao debate sobre poesia e letra de música.

Poesia é uma coisa, letra de música é outra?

Poesia tem um status que letra de música não tem?

Letrista de música popular não é poeta?

As respostas ficam para os acadêmicos. Não sou um deles.

Mas lembro que o Brasil tem um caso muito interessante. Vinícius de Moraes! Sim! Vinícius era um poeta, no sentido acadêmico, que migrou para a música popular. Fez as duas coisas. E como fez bem!

Isso tudo é introdução para a razão de ser desse post.

carlos-drummond

Em 1969, eu era um menino de 10 anos apaixonado pelos Beatles. Um dia, meu pai pegou a revista Realidade (lembram dela?) e me disse:

Carlos Drummond de Andrade, um dos grandes poetas da nossa língua, verteu letras dos Beatles para o Português! 

E lá estavam elas. Várias letras do Álbum Branco, que eu acabara de comprar, traduzidas por Drummond.

Sempre lembro delas. Drummond traduzindo Beatles enriquece o debate sobre poesia e letra de música.

Transcrevo A Felicidade É um Revólver Quente. É Happiness Is a Warm Gun, de John Lennon.

A FELICIDADE É UM REVÓLVER QUENTE

Até que essa garota não erra muito

oi oi oi oi oi oi oi oi

Acostumou-se ao roçar da mão-de-veludo

como lagartixa na vidraça

O cara da multidão, com espelhos multicores
sobre seus sapatões ferrados
descansa os olhos enquanto as mãos se ocupam
no trabalho de horas extraordinárias
com a saponácea impressão de sua mulher
que ele papou e doou ao Depósito Público.

Preciso de justa-causa porque vou rolando para baixo
para baixo, para os pedaços que deixei na cidade-alta,
preciso de justa-causa porque vou rolando para baixo

Madre Superiora dispara o revólver
Madre Superiora dispara o revólver
Madre Superiora dispara o revólver

A felicidade é um revólver quente
A felicidade é um revólver quente
Quando te pego nos braços
e meus dedos sinto em teu gatilho,
ninguém mais pode com a gente,
pois a felicidade é um revólver quente
lá isso é.

O melhor de Paulinho da Viola está nos discos da Odeon. Veja o vídeo

Neste sábado (22), Paulinho da Viola traz para João Pessoa o show comemorativo dos seus 50 anos de carreira. Será no teatro A Pedra do Reino, do Centro de Convenções.

No vídeo a seguir, falo daqueles que considero os melhores discos de Paulinho.

For all agora é nome de operação policial. Que tristeza!

For all. Para todos.

Durante muitos anos, a expressão em Inglês designou a provável origem da palavra forró.

Uma bela história cantada por Geraldo Azevedo.

Forró. Orgulho nosso. Música. Dança. Reunião em torno da música e da dança de uma região.

Hoje (18), leio com tristeza que “For all” agora é nome de uma operação deflagrada pela  Polícia Federal. Operação para investigar suposta sonegação de impostos no universo do chamado forró de plástico.

Já questionada esteticamente, a turma do forró de plástico agora está às voltas com a polícia.

A polícia investiga. Mais tarde, a justiça julga.

Não vou entrar no mérito. Apenas lamento.

No Dia dos Médicos, alguns médicos do cinema

Hoje (18) é o Dia do Médico. Lembrei de médicos no cinema. Escolhi filmes que me são caros, não necessariamente filmes que falam do exercício da medicina.

Em O Homem que Sabia Demais, James Stewart é um médico em férias com a família no Marrocos. Clássico de Alfred Hitchcock com todos os ingredientes do cinema do mestre.

o-homem-que-sabia-demais

Em Freud, Além da Alma, Montgomery Clift é o pai da psicanálise. Filme controvertido de John Huston.

freud

Quando foi lançado, Dr. Jivago era muito criticado por ser anticomunista. Mas é um grande filme de David Lean. Omar Sharif é Jivago.

dr-jivago

Elliott Gould é um dos médicos de M.A.S.H., libelo antibelicista de Robert Altman.

mash

Tom Cruise é um médico em De Olhos Bem Fechados, último e inquietante filme de Stanley Kubrick.

de-olhos-bem-fechados

Parabéns aos médicos!

Chuck Berry faz 90 anos. Chuck Berry Fields Forever!

Chuck Berry faz 90 anos nesta terça-feira (18).

chuck-berry-old

Há quatro décadas, quando quis difundir sua adesão ao rock, Gilberto Gil foi buscar inspiração na Strawberry Fields Forever de John Lennon e compôs Chuck Berry Fields Forever!

E cantou:

Rock é nosso tempo, baby

Rock’n’n  roll é isso

Chuck Berry Fields Forever! 

Claro! Se o assunto é rock’n’roll, Chuck Berry aparece logo na frente.

Lennon, quando o viu de perto num programa da televisão americana, gritou:

Chuck Berry! Meu herói!

E falou sobre o seu senso rítmico, a sua métrica, os comentários sociais das letras. Se o rock’n’roll tivesse outro nome, seria Chuck Berry! Quem disse foi o beatle.

chuck-berry

Eric Clapton? Keith Richards? George Harrison? Beatles? Rolling Stones? Todos foram influenciados pela guitarra de Berry.

Se pensarmos num fenômeno poderoso como o rock, esse artista extraordinário que faz 90 anos hoje é um fundador. Se pensarmos num instrumento icônico como a guitarra, é um inventor. Seus riffs e suas soluções soam pelo mundo há 60 anos!

Há muitos anos, escrevi sobre ele e publiquei no meu livro Meio Bossa Nova, Meio Rock’n’ Roll:

Nascido em St. Louis, Chuck Berry é um músico simples, primitivo, mas, a despeito disso, carrega consigo uma força criadora que o transformou num grande artista popular. O que fez com a guitarra se insere no terreno da invenção. Ele ajudou a criar uma linguagem, a estabelecer os fundamentos de um gênero. Seus riffs se confundem com o próprio rock. A introdução que repete, com ligeiras alterações, em várias músicas, é uma marca registrada não apenas do seu estilo, mas do rock’n’ roll. 

E tem os rocks e blues absolutamente antológicos que compôs. Johnny B. Goode, o maior de todos.

No filme De Volta Para o Futuro, quando, sem saber, “inventa” o rock, o garoto que viajou no tempo toca Johnny B. Goode! E deixa a plateia estarrecida. Sim, porque ele vem de uma época em que a gramática do instrumento já está escrita, com todas as suas possibilidades. Associada também à presença cênica dos artistas do rock. Coisas que não existiam antes de Berry.

Portanto:

Hail! Hail! Rock’n’ Roll!

Chuck Berry Fields Forever!