Se “Aquarius” é o melhor, deve mesmo ser o Brasil no Oscar! Por que não?

“Aquarius”, o novo filme de Kleber Mendonça Filho, terá lançamento nacional na próxima quinta-feira (01/09). Já chega cercado por algumas polêmicas.

Em Cannes, o filme virou notícia porque Kleber e equipe fizeram um protesto contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Não é preciso concordar, mas a manifestação é legítima, sim!

Depois, veio a questão da classificação. A produção almejava 16 anos. O Ministério da Justiça deu 18 anos. Retaliação? Se foi, é simples, depõe contra o governo Temer.

Agora, o Oscar. “Aquarius” será o representante do Brasil na disputa do melhor filme estrangeiro? O governo brasileiro atuará politicamente para evitar que isso aconteça? Dois filmes (“Boi Neon” e “Mãe Só Há Uma”) já se retiraram em favor de “Aquarius”.

Minha opinião: se “Aquarius” é mesmo o melhor filme brasileiro da temporada (vamos conferir!), deve ser o nosso representante no Oscar. O receio do governo Temer de que Kleber Mendonça Filho comande um protesto durante a cerimônia revela o quanto são atrasadas e mesquinhas as nossas relações políticas.

Antes de “Aquarius”, Kleber Mendonça Filho realizou “O Som ao Redor”. Um grande filme, no nível do que se faz de melhor no mundo inteiro.

O cinema de Kleber Mendonça Filho engrandece o Brasil!

Deixem o cineasta se manifestar livremente!

A livre manifestação dele também nos engrandece!