Academia preenche cadeira de Linduarte Noronha. Processo eleitoral é tenso

A Academia Paraibana de Cinema realiza eleição nesta quinta-feira (25) para preencher a cadeira que era ocupada pelo cineasta Linduarte Noronha, que morreu no início de 2012.

Alguns membros da academia estão insatisfeitos com o processo eleitoral. Eles não tornam público, mas revelam em conversas privadas.

A queixa principal: os candidatos não estariam à altura de ocupar a cadeira de Linduarte, o realizador de Aruanda, filme marco do cinema documental brasileiro e de reconhecida influência na linguagem do Cinema Novo.

Aruanda

A publicação de um artigo no jornal A União pelo cineasta Alex Santos foi entendida como claro apoio a um dos candidatos. Provocou mal estar. O texto foi duramente questionado por um militante histórico do cinema paraibano. Bem como o uso do jornal oficial para tal fim.

Observando de fora, penso que não deveria ser este o clima desejado para a escolha de quem vai ocupar a cadeira de Linduarte Noronha.

Não combina, definitivamente, com essa grande figura que um dia Glauber Rocha chamou de Santo Linduarte!