Documentário sobre Janis Joplin tem estreia nacional. Filme está em cartaz em João Pessoa

O documentário “Janis: Little Girl Blue” tem estreia nacional nesta quinta-feira (07). João Pessoa está entre as cidades que exibem o filme dirigido por Amy J. Berg.

Janis Joplin é a maior voz feminina do rock, a despeito da carreira meteórica que teve (pouco mais de três anos), dos poucos discos que lançou e de ter vivido apenas 27 anos.

Texana de Port Arthur, Janis era uma branca que fincou os pés na música negra e dela tirou os elementos principais para o seu trabalho. Era uma branca que cantava como os negros, muitos dizem a seu respeito. Uma imprecisão, porque ninguém canta como os negros dos Estados Unidos. Mas digamos que era quase isso!

No primeiro disco, Janis Joplin era apenas integrante da banda Big Brother & The Holding Company. No segundo, já era “Janis e o grupo”. No terceiro, carreira solo. O quarto ficou incompleto. A artista morreu quando estava concluindo as gravações.  A causa: uma dose de heroína. O cenário: um quarto de hotel.

Janis Joplin cantava o country dos brancos, sim. Mas seu negócio era mesmo o blues. E também a soul music. Música negra cantada por brancos. Como Amy Winehouse faria (e muito bem) tantos anos depois. Vê-la na tela grande é um luxo. A última vez foi há 40 anos, quando passou um outro documentário, chamado simplesmente “Janis”.

No vídeo que postamos, Janis Joplin canta “Little Girl Blue”, standard que dá título ao filme.

Em João Pessoa, “Janis: Little Girl Blue” está em cartaz em uma das salas do Mag Shopping, em duas sessões diárias. Na terça feira (12), terá uma única sessão noturna numa das salas do Manaíra Shopping.