As opções de Luciano Cartaxo

Por Flávio Lúcio Vieira

Nas oportunidade em que sou instado a opinar sobre a sucessão estadual de 2018, tenho repetido que considero Luciano Cartaxo a única liderança paraibana da atualidade capaz de ameaçar a continuidade do “projeto” político-administrativo do governador Ricardo Coutinho.

LEIA MAIS

E agora, Cássio?

Cássio Cunha Lima (Foto: Senado)

• Por Flávio Lúcio Vieira

Cássio Cunha Lima foi acusado, denunciado e agora será investigado de ter recebido R$ 800 mil reais da Odebrecht e de ter declarado ao TSE “apenas” R$ 200 mil em sua prestação de contas eleitoral. Uma “sobra” de R$ 600.000,00.

LEIA MAIS

Saiu na lista, caiu em desgraça. Cássio prova do ‘veneno’ espalhado pela Lava Jato

Cássio declarou R$ 200 mil. Delator diz que entregou R$ 800 mil (Foto: Pragmatismo Político)

Adversários em geral e ricardistas em particular festejam desde ontem (11) a inclusão do nome do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) entre os parlamentares que serão alvo de inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) por ter recebido dinheiro de empresa investigada na Operação Lava Jato.

LEIA MAIS

O sonho acabou para os cassistas. Mesmo se for cassado, Ricardo deve ficar até o fim no governo

Eventual cassação de Ricardo Coutinho (PSB) pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) não deverá encurtar em um dia sequer o mandato do atual governador. E, mesmo que venha a ser cassado, terá acumulado poder suficiente para eleger o seu sucessor pela via indireta, na Assembleia Legislativa, onde tem folgada maioria.

LEIA MAIS

Quando governador, Cássio enfrentou má vontade de Pernambuco com a Transposição

Se algum dia, quando superintendente da Sudene (1992-94), o hoje senador Cássio Cunha Lima (PSDB) desqualificou ou duvidou da viabilidade da transposição do Rio São Francisco, quando governador do Estado – como mostra o recorte acima – ele parece ter se redimido completamente.

LEIA MAIS

Demora do TRE em julgar Ricardo joga a sorte da Paraíba no colo da Assembleia

(Fotomontagem: Arquivo/EBC)

(Fotomontagem: Arquivo/EBC)

Com o recesso de fim de ano cada vez mais próximo e cada vez mais distante a chance de o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) julgar ainda este ano qualquer processo com potencial para cassar o governador Ricardo Coutinho e a vice-governadora Lígia Feliciano, a partir da virada do ano o senador Cássio Cunha Lima somente terá possibilidades de voltar ao Governo do Estado pela via indireta.

LEIA MAIS

Lista da Odebrecht volta a assombrar políticos de todo o Brasil e da Paraíba

Marcelo Odebrecht, ao lado do indefectível 'Japonês da Federal', encabeça a 'Delação do Fim do Mundo' (Foto: O Globo)

Marcelo Odebrecht, ao lado do ‘Japonês da Federal’, encabeça a ‘Delação do Fim do Mundo’ (Foto: G1)

Nos dois últimos dias, voltou a assombrar alguns dos mais destacados expoentes de governo e oposição no país a famosa ‘Lista da Odebrecht’, divulgada inicialmente em meados de março deste ano. Desde ontem (25), porém, arquivos do listão, republicado pelo portal Congresso em Foco, rodam nas redes sociais e mostram cerca de 300 nomes – entre os quais quatro da Paraíba – como supostos beneficiários de propinas disfarçadas de doações a campanhas eleitorais.

LEIA MAIS

Ricardo ‘venceu’ na maioria das cidades de porte médio

Cássio 'ganhou' nos dez maiores e Ricardo, nos intermediários (Foto: Arquivo/G1)

Cássio ‘ganhou’ nos dez maiores e Ricardo, em 25 dos 46 intermediários (Foto: Arquivo/G1)

Por suas posições estratégicas nas meso e microrregiões do Estado, os 46 municípios listados na tabela abaixo, a partir de Bananeiras, têm reconhecida influência geopolítica, digamos, no interior da Paraíba. Tanto sobre 156 outros de pequeno porte como sob os nossos dez maiores colégios eleitorais. Com base nesse critério, de exclusiva responsabilidade do blogueiro, podemos dizer que o governador Ricardo Coutinho (PSB) ‘venceu’ na maioria das cidades de porte médio nas eleições municipais deste ano, realizadas no domingo (2).

LEIA MAIS

Ricardo perdeu na pesquisa e na urna, mas Cássio não pode cantar vitória

Romero e Cartaxo: os grandes vitoriosos. Dessa vez, sem grandes eleitores (Foto: Arquivo/Pensamento Múltiplo)

Romero e Cartaxo, vitórias por méritos próprios (Foto: Arquivo/Pensamento Múltiplo)

Os adversários podem até dizer que Ricardo Coutinho (PSB) foi o grande perdedor das eleições municipais deste domingo (2), por conta da derrota dos candidatos a prefeito que apoiou em oito dos dez maiores colégios eleitorais da Paraíba, que somados detêm 42% do eleitorado da Paraíba. Em compensação, o maior ‘inimigo’ do atual governador, Cássio Cunha Lima (PSDB), não pode sair por aí cantando vitória e levando o crédito por vitórias de correligionários ou aliados em João Pessoa, Campina Grande, Santa Rita, Patos, Cajazeiras, Bayeux, Cabedelo e Guarabira.

LEIA MAIS

Sobe para o TSE recurso de Cássio contra absolvição de Ricardo no TRE

tre consulta processual

Com quase dois meses de atraso, seguiu finalmente ontem para Brasília o recurso da coligação liderada pelo senador Cássio Cunha Lima (PSDB) contra decisão do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) que absolveu por unanimidade o governador Ricardo Coutinho de acusações de uso da máquina do Estado para se reeleger em 2014.

LEIA MAIS