Cássio e Ronaldinho negam estremecimento com Cartaxo

Ronaldo Filho diz que poderia ter permanecido vice-prefeito (Foto: Ninja)

“Se eu estivesse à procura ou precisando de cargo público, teria permanecido vice-prefeito de Campina Grande”, disse ao blog nesta sexta-feira (16) o empresário Ronaldo Filho, desmentindo que tenha sido indicado para secretário municipal em João Pessoa e preterido ou esquecido pelo prefeito Luciano Cartaxo.

LEIA MAIS

RC sentiu o golpe e passou recibo

Cartaxo (à esquerda) e Cássio em Riachão (Foto: Paraíba Todo Dia)

Por Flávio Lúcio Vieira

Desde o início da semana passada está em andamento um esforço articulado de ocupação da mídia por parte de parlamentares estaduais ligados ao grupo de Ricardo Coutinho, que envolve até mesmo o governador, para tentar desqualificar a aparição conjunta do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, e do senador Cássio Cunha Lima.

LEIA MAIS

“Sem um partido pra chamar de seu, Cartaxo pode ficar sem legenda para disputar governo”

Quem aposta na repetição desta cena em 2018? (Foto: Polêmica Paraíba)

“Luciano Cartaxo que se cuide. Não se admirem se um dia, em 2018, não lhe derem legenda pra ser candidato a governador”. Quem adverte é o amigo Gosto Ruim, como se estivesse querendo  botar gosto ruim no futuro da aliança – PSD-PSDB-PMDB – que poderia fazer o prefeito de João Pessoa se mudar do Alphaville para a Granja Santana.

LEIA MAIS

TRE retoma à tarde julgamento que pode cassar Ricardo

Pleno do Tribunal deve reiniciar às 14h sessão sobre a Aije da PBPrev (Foto: Ascom/TRE)

Dois dias depois de sofrer um parecer da Procuradoria-Geral Eleitoral favorável à sua cassação, em Brasília, em João Pessoa o governador Ricardo Coutinho e o que ele fez ou deixou de fazer para se reeleger em 2014 voltam a ser avaliados pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), que às 14h desta quinta-feira (4) retoma o julgamento da chamada Aije da PBPrev.

LEIA MAIS

Jornalista mostra que Ricardo investiu em asfalto dez vezes mais do que o dinheiro da CAF

Estrada que liga Carrapateira a São José de Piranhas, inaugurada anteontem (Foto: Francisco França)

O programa ‘Caminhos da Paraíba’, do Governo do Estado, já investiu R$ 1,4 bilhão em asfaltamento de rodovias estaduais. O volume de recursos representaria, portanto, dez vezes mais do que o empréstimo da Confederação Andina de Fomento (CAF) obtido em 2008 pelo então governador Cássio Cunha Lima para melhorar a infraestrutura viária da Paraíba.

LEIA MAIS

Senadores reagem à decisão de Cássio de apressar apreciação da reforma trabalhista

Senadores pedem a palavra para questionar Cássio (Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado)

Causou polêmica e questionamentos tanto da base aliada do governo Temer como da oposição uma decisão tomada nesta terça-feira (2) pelo senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) que pode apressar a apreciação e votação da reforma trabalhista na Casa.

LEIA MAIS

Oposição mostra de onde veio o dinheiro para Ricardo asfaltar tanta estrada

Inauguração ontem em Carrapateira (Foto: Secom/Radar Sertanejo)

Com direito a show de Santanna e à graça de receber um título de Cidadão Carrapateirense, o governador Ricardo Coutinho inaugurou na tarde de ontem (1º), em Carrapateira, 25 km de asfalto que fizeram da cidade “a última das 54 que se encontravam isoladas, sem pavimentação asfáltica na Paraíba”.

LEIA MAIS

As opções de Luciano Cartaxo

Por Flávio Lúcio Vieira

Nas oportunidade em que sou instado a opinar sobre a sucessão estadual de 2018, tenho repetido que considero Luciano Cartaxo a única liderança paraibana da atualidade capaz de ameaçar a continuidade do “projeto” político-administrativo do governador Ricardo Coutinho.

LEIA MAIS

E agora, Cássio?

Cássio Cunha Lima (Foto: Senado)

• Por Flávio Lúcio Vieira

Cássio Cunha Lima foi acusado, denunciado e agora será investigado de ter recebido R$ 800 mil reais da Odebrecht e de ter declarado ao TSE “apenas” R$ 200 mil em sua prestação de contas eleitoral. Uma “sobra” de R$ 600.000,00.

LEIA MAIS

Saiu na lista, caiu em desgraça. Cássio prova do ‘veneno’ espalhado pela Lava Jato

Cássio declarou R$ 200 mil. Delator diz que entregou R$ 800 mil (Foto: Pragmatismo Político)

Adversários em geral e ricardistas em particular festejam desde ontem (11) a inclusão do nome do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) entre os parlamentares que serão alvo de inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) por ter recebido dinheiro de empresa investigada na Operação Lava Jato.

LEIA MAIS