Triste sina, cena triste: o fim do Bar do Seixo

Professor Oséas

• Por Oséas de Almeida Neto

“Adeus, adeus, adeus/cinco letras que choram/num soluço de dor”. Adeus, adeus, adeus, é como fim de uma estrada, cortando a encruzilhada, ponto final de um reencontro, seu gestor.

LEIA MAIS

Trem da alegria da Câmara tem 93 passageiros. Viagem custa até R$ 12 mil na 1ª classe

(Charge: Palavra de Sá)

Mais um erro do blog. Ao contrário da informação aqui publicada na manhã de hoje (12), chega a 93 – e não apenas a 73 – o número de cargos criados para os felizes passageiros que deverão embarcar – se já não embarcaram – no trem da alegria da Câmara Municipal de João Pessoa sob nova direção.

LEIA MAIS

Campina não é Sucupira e Transposição dispensa folclore de jogadas populistas

Prefeito Romero Rodrigues (Foto: Secom-PMCG)

Pensava ser brincadeira de algum membro da Confraria do Cannelle até conferir postagem da assessoria do prefeito Romero Rodrigues, de Campina Grande, informando que o alcaide da Vila Nova da Rainha realmente decretaria ponto facultativo amanhã (12) nas repartições municipais, em homenagem à chegada da água da Transposição ao açude de Boqueirão.

LEIA MAIS

Uber: nenhuma articulação política acabará com a economia colaborativa

(Ilustração: YouTube)

*Por Gabriel Rossi

O transporte remunerado individual de passageiros aberto ao público é atividade privativa do profissional taxista, inclusive quando a conexão entre usuários e motoristas ocorrer por meio de plataformas digitais”. Esse texto que remete a um verdadeiro retrocesso, fazer parte de uma proposta alternativa que visa deixar a legalização do UBER, somente para as esferas municipais.

LEIA MAIS

Cartaxo retoma em Itabaiana sua campanha pelo interior

Cartaxo em Sousa, marco zero da campanha para 2018 (Foto: Blog do Anderson Soares)

O prefeito Luciano Cartaxo, de João Pessoa, retoma neste sábado (8) em Itabaiana trabalhada agenda de visitas a cidades do interior da Paraíba. Faz parte da sua indisfarçável campanha para disputar o cargo de governador do Estado em 2018.

LEIA MAIS

Engenheiro diz que não basta triplicar a BR e sugere um arco metropolitano para João Pessoa

Qualquer acidente ou serviço na Br, eis o resultado (Foto: Arquivo/G1PB)

Não basta triplicar, tem que abrir um arco metropolitano na Grande João Pessoa, interligando a BR 101 Norte e Sul e a BR 230, retirando o tráfego de caminhões pesados das congestionadas rodovias federais. Fazer apenas uma terceira faixa no perímetro urbano da 230 não resolve o problema.

LEIA MAIS

Faz vergonha a indiferença do governo diante dos sucessivos ataques a escolas no Estado

Sala arrombada na Escola de Campina (Imagem compartilhada via WhatsAPP)

Se a violência cotidiana que assola os paraibanos já é pra lá de escandalosa, mais vergonhosa ainda é a sequência de arrombamentos e arrastões em escolas públicas e particulares na Paraíba. Mas vergonha maior talvez seja a indiferença do Governo do Estado diante das continuadas agressões a professores, alunos, funcionários e ao patrimônio dos educandários.

LEIA MAIS

Filme brasileiro é bem melhor do que o vencedor do Oscar

Sônia Braga recebendo prêmio no Panamá (Foto: O Globo/Stringer/Reuters)

Nem ‘Moonlight’ nem ‘La La Land’. O melhor filme de 2016 foi o brasileiríssimo ‘Aquarius’, do diretor pernambucano Kleber Mendonça Filho, que infeliz e muito estranhamente não viu sua magistral produção inscrita para disputar o Oscar 2017.

LEIA MAIS

Sobe número de famílias endividadas; veja como sair dessa situação

(Foto: Ilustração/Rondônia Dinâmica)

O percentual de famílias brasileiras endividadas subiu para 56,2% e o de inadimplentes (com dívidas ou contas em atraso) para 23% em fevereiro deste ano em comparação ao mês anterior, segundo levantamento da CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo).

LEIA MAIS

Vereadores ganham dois meses sem trabalhar no mais longo recesso da Câmara pessoense

Câmara reabre após dois meses e meio de recesso (Foto: CMJP)

A Câmara de Vereadores da Capital bateu hoje (7) o seu próprio recorde de inatividade ao abrir a 17ª Legislatura depois de 76 dias de paralisação do Poder, cumprindo um período identificado com o mais longo recesso da história do legislativo municipal pessoense.

LEIA MAIS