Abandonado e degradado, parque municipal de João Pessoa vira lixão

Imagem recente de área poluída do parque (Foto: ccclauroxavier.blogspot.com)

Criado em 2002, 16 anos depois o Parque Municipal Lauro Pires Xavier não sai do papel nem do esquecimento da Prefeitura de João Pessoa. Tanto que para o orçamento de 2017 o que deveria ser um dos lugares mais bucólicos da cidade foi contemplado com apenas R$ 28 mil.

LEIA MAIS

Renan: memes divertem, mas não escondem revolta após decisão do STF

renan-meme-1

“O pior da traição são os comentários”, já dizia Falcão, filósofo cearense que ganha a vida cantando músicas de letras nonsense. Traída deve se sentir a credibilidade que boa parte da pátria mãe gentil devotava ao Supremo Tribunal Federal (STF).

LEIA MAIS

Representantes comerciais acusam Deca de ameaçar categoria com projeto tipo ‘vergonha alheia’

deca-do-atacadao

Um dos memes criados por representantes comerciais para bombardear o projeto Deca

O suplente de senador Deca (PSDB/PB) ameaça marcar com um daqueles projetos que causam ‘vergonha alheia’ aos cidadãos a sua curta passagem pelo Senado em substituição ao senador titular Cássio Cunha Lima, do mesmo partido e da mesma Paraíba, que se licenciou para tratamento de saúde. Eis a opinião de dez entre dez representantes comerciais que se veem ameaçados em direitos conquistados desde 1965, ‘graças’ à iniciativa parlamentar do empresário paraibano.

LEIA MAIS

Mudança da sede da Assembleia afronta o interesse público

É nesse prédio que querem colocar a Assembleia (Foto: José Marques/Secom-PB)

É na velha sede do antigo Paraiban que querem colocar a Assembleia (Foto: José Marques/Secom-PB)

Ouso estimar que mais de 99% dos paraibanos em geral e pessoenses em particular torcem para que o Tribunal de Contas do Estado (TCE) mantenha na próxima terça-feira (22) a medida cautelar do conselheiro André Carlo Torres que no dia 8 de julho deste ano suspendeu licitação aberta pela Assembleia Legislativa para transferir sua sede do centro da Capital para o prédio do finado Paraiban na avenida Epitácio Pessoa.

LEIA MAIS

Juiz culpa fotógrafo que perdeu olho em manifestação

Sérgio, o fotógrafo que perdeu a visão e a ação na Justiça (Foto: Conjur)

Sérgio, o fotógrafo que perdeu a visão e a ação na Justiça (Foto: Conjur)

Ao cobrir manifestação de rua que descamba para a violência entre lados antagônicos ou entre a Polícia e manifestantes, jornalista ou fotógrafo corre risco de levar bordoadas ou até mesmo tiro. Muitos já perderam a vida nesses confrontos, outros escaparam com sequelas para o resto da vida. E, pior, os sobreviventes podem ser responsabilizados judicialmente pela própria desgraça sofrida. É o caso do fotógrafo Sérgio Andrade da Silva, que o blog conta a partir deste ponto.

LEIA MAIS