Reforma da Previdência mantém privilégios dos políticos

Temer na companhia de quem não será afetado pelo rigor da reforma em tramitação

O discurso de Michel Temer, aposentado aos 54 anos de idade, de que a reforma da Previdência acaba com ‘privilégios’ é desmentido até mesmo por economistas – além de grandes veículos da mídia – que apoiam a proposta do governo e defendem a retirada de direitos que diferenciam algumas categorias com aposentadorias especiais.

LEIA MAIS