Professor acusado de falsificar diplomas fica em silêncio ao ser interrogado pela PF

Intimado para interrogatório na Polícia Federal no dia 31 de março último, o professor Deyve Redyson (foto) compareceu à sede da Superintendência da PF em Cabedelo, mas usou o direito de permanecer em silêncio para somente falar em juízo. Ele é acusado de fraudar diplomas com os quais comprovou currículo em concurso público da UFPB.

LEIA MAIS