CARTAXO ESTÁ FORA DO JOGO

  • por Flávio Lúcio Vieira

Já afirmei neste espaço que o prefeito Luciano Cartaxo (foto), de João Pessoa, era a única liderança capaz de, em situação normal, derrotar o governador Ricardo Coutinho em 2018. A candidatura de Cartaxo encerraria a polarização que marcou as duas últimas eleições na Paraíba e que se caracterizou pela oposição entre candidatos de perfis muito distintos.

LEIA MAIS

ZENNEDY DE CARTAXO NO PMN. E DAÍ? Por Flávio Lúcio Vieira

Cartaxo e Zennedy (Foto: PB Agora)

A filiação ao PMN (Partido da Mobilização Nacional) de Zennedy Bezerra, Secretário de Gestão Governamental e Articulação Política de João Pessoa, parece indicar que o prefeito Luciano Cartaxo começou um movimento que pode ter como desfecho o rompimento do ex-petista com o bloco de lideranças e partidos que hoje dão sustentação ao governo Michel Temer na Paraíba, especialmente o PSDB.

LEIA MAIS

‘ROBERTO CAVALCANTI SABE DAS COISAS’, por Flávio Lúcio Vieira

(Fotomontagem: Tribuna da Internet)

O desespero da turma do andar de cima com a possibilidade cada mais inevitável de Lula voltar à Presidência é grande. O artigo que Roberto Cavalcanti assinou quinta-feira (25) no jornal Correio da Paraíba (‘Lula lá!’) é, antes de tudo, uma louvação à Justiça partidária, uma homenagem ao justiçamento político, quase um apelo desesperado para que Sérgio Moro cumpra logo o desígnio no papel para o qual foi escalado.

LEIA MAIS

‘O QUE (AINDA) SUSTENTA TEMER’, por Flávio Lúcio Vieira

Palácio do Planalto vigiado pelo Exército expõe a fragilidade de um governo que apela à força para se manter (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

Os acontecimentos de ontem em Brasília parecem indicar, de um lado, que a temperatura política está próxima de chegar ao ponto de ebulição e, de outro, o grau de alienação por parte do grande empresariado em relação a essa situação política do país, ao manterem o apoio a um governo impopular e visivelmente corrupto, sustentado por um um Congresso da mesma forma impopular e majoritariamente corrupto.

LEIA MAIS

TEMER NÃO SERVE MAIS

Temer e Cunha (Foto: Portal Formosa)

  • Por Flávio Lúcio Vieira

Escutei mais de uma vez ontem a seguinte indagação: como os historiadores do futuro irão descrever os acontecimentos que abalaram o país desde que foram revelados pelo jornalista das Organizações Globo, Lauro Jardim – novamente através de um vazamento ilegal, diga-se, − diálogos no mínimo comprometedores envolvendo Michel Temer e um dos donos do grupo JBS, em plena residência oficial?

LEIA MAIS

RC sentiu o golpe e passou recibo

Cartaxo (à esquerda) e Cássio em Riachão (Foto: Paraíba Todo Dia)

Por Flávio Lúcio Vieira

Desde o início da semana passada está em andamento um esforço articulado de ocupação da mídia por parte de parlamentares estaduais ligados ao grupo de Ricardo Coutinho, que envolve até mesmo o governador, para tentar desqualificar a aparição conjunta do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, e do senador Cássio Cunha Lima.

LEIA MAIS

Lula e o dilema de Sérgio Moro

O “tríplex do Lula” no Guarajá (Foto: Diário do Centro do Mundo)

Por Flávio Lúcio Vieira

Depois de mais de três anos de investigação contra Lula por uma “força tarefa” cujo principal sustentáculo é a grande mídia, Globo à frente, a única acusação que restou, e é mantida teimosamente de pé pelo juiz Sérgio Moro, é a de que um apartamento de 215 m², pomposamente chamado pela mídia de “triplex”, foi adquirido pela família Lula da Silva, propriedade nunca registrada, o que configuraria crime de lavagem de dinheiro e ocultação de patrimônio.

LEIA MAIS

As opções de Luciano Cartaxo

Por Flávio Lúcio Vieira

Nas oportunidade em que sou instado a opinar sobre a sucessão estadual de 2018, tenho repetido que considero Luciano Cartaxo a única liderança paraibana da atualidade capaz de ameaçar a continuidade do “projeto” político-administrativo do governador Ricardo Coutinho.

LEIA MAIS

E agora, Cássio?

Cássio Cunha Lima (Foto: Senado)

• Por Flávio Lúcio Vieira

Cássio Cunha Lima foi acusado, denunciado e agora será investigado de ter recebido R$ 800 mil reais da Odebrecht e de ter declarado ao TSE “apenas” R$ 200 mil em sua prestação de contas eleitoral. Uma “sobra” de R$ 600.000,00.

LEIA MAIS

O PT na encruzilhada

(Ilustração: Tanta Coisa!)

Por Flávio Lúcio Vieira

Neste domingo (9), os filiados do PT vão às urnas em todo o Brasil para escolher suas direções estaduais e municipais. Para muitos petistas, não se trata de uma eleição qualquer.

LEIA MAIS