“Não renunciarei, repito, não renunciarei!”, disse Temer

Michel Temer (Foto: JB)

Logo após o pronunciamento de Michel Temer, em rede nacional, afirmando que não renunciaria ao cargo, a Secretaria de Comunicação da Presidência da República distribuiu no final da tarde desta quinta-feira (18)  o discurso na íntegra, em texto e áudio.

Temer é acusado de tentar comprar o silêncio do ex-deputado federal Eduardo Cunha, preso por corrupção. As denúncias foram feitas em delação premiada de Joesley Batista, presidente da empresa frigorífica JBS, e divulgadas em primeira mão pelo Jornal O Globo na quarta-feira (17).

Confira o pronunciamento

Declaração à Imprensa do Presidente da República, Michel Temer – Brasília/DF
Palácio do Planalto, 18 de maio de 2017

Olha, ao cumprimentá-los, eu quero fazer uma declaração à imprensa brasileira e uma declaração ao País. E, desde logo, ressalto que só falo agora – os fatos se deram ontem – porque eu tentei conhecer, primeiramente, o conteúdo de gravações que me citam. Solicitei, aliás, oficialmente, ao Supremo Tribunal Federal, acesso a esses documentos. Mas até o presente momento não o consegui.

Quero deixar muito claro, dizendo que o meu governo viveu, nesta semana, seu melhor e seu pior momento. Os indicadores de queda da inflação, os números de retorno ao crescimento da economia e os dados de geração de empregos, criaram esperança de dias melhores. O otimismo retornava e as reformas avançavam, no Congresso Nacional. Ontem, contudo, a revelação de conversa gravada clandestinamente trouxe volta o fantasma de crise política de proporção ainda não dimensionada.

Portanto, todo um imenso esforço de retirar o País de sua maior recessão pode se tornar inútil. E nós não podemos jogar no lixo da história tanto trabalho feito em prol do País. Houve, realmente, o relato de um empresário que, por ter relações com um ex-deputado, auxiliava a família do ex-parlamentar. Não solicitei que isso acontecesse. E somente tive conhecimento desse fato nessa conversa pedida pelo empresário.

Repito e ressalto: em nenhum momento autorizei que pagassem a quem quer que seja para ficar calado. Não comprei o silêncio de ninguém. Por uma razão singelíssima: exata e precisamente porque não temo nenhuma delação, não preciso de cargo público nem de foro especial. Nada tenho a esconder, sempre honrei meu nome, na universidade, na vida pública, na vida profissional, nos meus escritos, nos meus trabalhos. E nunca autorizei, por isso mesmo, que utilizassem o meu nome indevidamente.

E por isso quero registrar enfaticamente: a investigação pedida pelo Supremo Tribunal Federal será território, onde surgirão todas as explicações. E no Supremo, demonstrarei não ter nenhum envolvimento com esses fatos.

Não renunciarei, repito, não renunciarei! Sei o que fiz e sei da correção dos meus atos. Exijo investigação plena e muito rápida, para os esclarecimentos ao povo brasileiro. Esta situação de dubiedade ou de dúvida não pode persistir por muito tempo. Se foram rápidas nas gravações clandestinas, não podem tardar nas investigações e na solução respeitantemente a estas investigações.

Tanto esforço e dificuldades superadas, meu único compromisso, meus senhores e minhas senhoras, é com o Brasil. E é só este compromisso que me guiará.

Muito obrigado. Muito boa tarde a todos.

 

4 Comente “Não renunciarei, repito, não renunciarei!”, disse Temer

  1. É…….. É muito bonito para um homem que se diz reto, honesto, probo, aparecer com gravações com suas falas e este não reconhecer o que disse. O que ele programou com os ratos em relação a sua colega de chapa está sendo devolvido agora, para seu desespero. É Dr. Temmer, o senhor está temendo ser destronado como aconteceu com quem estava a seu lado na caminhada. AVANTE BRASIL!
    A democracia exige respeito e merece que os homens se comportem como magistrados diante de uma causa, que é a causa do povo: SAÚDE para todos, que não está tendo. São hospitais públicos sem algodão, sem gases, sem PVPI para acepsia dos ferimentos dos doentes, médicos contratados com salários dignos para não precisar estar correndo para lá e para cá para ter um salário digno, EDUCAÇÃO pública de boa qualidade, com investimentos em pesquisa, extensão e todos os protocolos da educação sendo cumpridos, a SEGURANÇA PÚBLICA com investimentos contra bandidos, dando prioridade a estudos de prevenção e punição aos bandidos com leis mais rígidas e colocando os infratores perigosos para trabalharem em fazendas com as pernas amarradas em correntes plantando e colhendo o dia todo, tendo somente horário para almoço e recolhimento a tardinha ao cárcere, e INFRAESTRUTURA país afora com boas estradas para escoamento da produção, e, que esta tenha sustentabilidade e comercialização garantida por estudos do Governo Federal, a fim de que o povo tenha comida farta na sua mesa sem ser preciso estar assaltando para não morrer de fome, enquanto o mundo político age como está agindo, beneficiando sempre os mais poderosos, como exemplo ruim, o Caso das TELES, onde o Ministro KASSAB quer entregar o patrimônio da Nação sem nenhuma pergunta ao povo se este aceita. Que KASSAB, hein! Isso é um hipócrita travestido de Ministro, que só pensa em se dar bem. O povo brasileiro que se dane. Não, que se dane ele e sua corja de gatunos, que desejam assaltar o patrimônio do povo brasileiro. E olhe, não sou nenhum Petista e nem pertenço a Partido Político nenhum, apenas sou revoltado neste instante da vida brasileira com o que estes maus políticos desejam fazer com o patrimônio que nos pertence.

  2. Newton Mota Disse:

    É corrupto e cínico.
    Não renuncia, porque sabe que o tempo a ser percorrido mediante processo judicial, será o tempo que falta para o término do mandato. Está provado que o presidencialismo não nos serve. Os países mais ricos do mundo são parlamentaristas. Então, Constituinte já. Parlamentarismo já ! Diretas já !

    • Newton Mota Disse:

      Temos um arremedo de Presidente. Não é brasileiro nato. Nasceu no Líbano e criança migrou com os pais; assim como Rodrigo Maia(Presidente da Câmara) é chileno. A isso chama-se bagunça generalizada.

  3. rubens figueiredo Disse:

    É lamentável esse acontecimento, logo agora que a economia mostrava alguma reação (mesmo pequenina). Mais lamentável ainda é uma pessoa do quilate do ex-presidente Lula, com lama até o pescoço se levantar como o único salvador da pátria, o Brasil definitivamente não tem jeito nem memória. Isso tudo pode ser parte de um maquiavélico plano para reconduzir o réu em 5 processos (ou mais) novamente ao poder e desobrigá-lo a responder sobre suas falcatruas se livrando da prisão certa, essa ditadura do PT é mesmo muito perigosa. Que os culpados sejam punidos (todos), que o STF não se coloque como senhor da razão e sim, apenas como defensor da constituição, que o povo tenha sabedoria (se isso é possível) e que não haja moleza para os delatores, pois são todos bandidos e merecem punição exemplar, não apenas pagamento de multas, com o nosso próprio dinheiro.

Comente

Não publicamos ofensas pessoais. O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *