Donos de imóveis privatizam e cercam praias na Paraíba

Sejam bem-vindos à Praia do Poço, no litoral paraibano, mas não fiquem muito à vontade, não, porque a área já foi ‘loteada’.

Proprietários de imóveis localizados na orla marítima de Cabedelo ‘privatizam’ a área pública, colocando cercas e outros obstáculos. Na maré alta, não se consegue andar na faixa de areia, porque ela foi ocupada por pedras, restos de construções e outros entulhos.

O superintendente do Patrimônio da União (SPU), José Clidevaldo Sampaio Alves, explicou que a ocupação da faixa marítima de Cabedelo é alvo de um inquérito civil do Ministério Público Federal, que já resultou em algumas intervenções.

“Muitos proprietários já foram notificados por irregularidades, como avanço de área. Alguns já recuaram, outros recorreram da decisão. É um processo demorado”, admitiu.

Alves explicou que esse processo para regularização de áreas da União já dura mais de seis anos. No momento da entrevista, ele não soube informar se todas as praias do municípios estavam contempladas no inquérito, mas garantiu que, independente dessa condição, a SPU recebe denúncias de todas as áreas e age dentro das suas possibilidades.

“Temos seis fiscais, que são também engenheiros, e têm outras atribuições. É muito pouco para a demanda”, disse. Ele explicou que a SPU acolhe denúncias na sua sede, na Capital, mas é preciso que o denunciante apresente fotos impressas do local denunciado e formalize a denúncia. O telefone da SPU é 3216-4540.

Mutirão de limpeza

Sobre o problema dos entulhos e lixo nas praias, a secretária de Infraestrutura de Cabedelo, Erika Gusmão, disse que será iniciado agora em junho um ‘mutirão da limpeza’. Ela adiantou, também, que a Prefeitura está estudando colocar lixeiras em locais estratégicos, mas
destacou a importância da educação para preservar o meio ambiente.

“Vamos entrar em todos os bairros com o apoio de outras secretarias e tentar não só limpar, como também fazer um trabalho educativo com as pessoas. As pessoas insistem em jogar todo tipo de lixo no chão. Fazemos limpeza nas galerias de água pluviais que deságuam no mar e, em Camboinha, até colchão já tiramos de dentro”, contou.

 

  • Andréa Batista, jornalista, produtora de conteúdo freelancer

14 Comente Donos de imóveis privatizam e cercam praias na Paraíba

  1. João Trindade Cavalcante Disse:

    Em camboinha, há, aos montes!…

  2. Gessina Disse:

    Faz uma matéria no desmatamento que os invasores da favela do Aratu estão fazendo. Estão destruindo a mata. Mangabeira 8.

  3. Mestre Rubens,
    faz tempo que meto a minha colher de palavras nesse mingau requentado. o meu alvo é bem pertinho daqui. fica na praia da Penha. a privatização ali é braba. até o chamado guarda- vidas foi expulso da área, essa ocupada por um coqueiral particular que dá gosto. o pior: o belo e pacato povo praeiro tem um medo que se pela de tocar no assunto. um dia conto mais. putabraço . (humbertodealmeida.com.br).

  4. José Antonio Disse:

    Mete o facao pra cima e tira tudo da faixa da praia.

    Absurdo!!!

  5. Jeneci Bandeira Disse:

    Deveriam iniciar a fiscalização pelo Bessa, notadamente em relação à casa da Vice Governadora, que está MUITO à frente das demais casas, à beira mar

    • wesoares Disse:

      Vocé é doida mandar fazer um negócio desses aí? Não se mexe em casas ricos, pior ainda nas dos políticos. Afinal, o homem disse que a demanda é alta e de agente fiscalizadores são poucos. Kkkkkk
      Eu garanto que num único dia eu seriq capaz de levantar todas essas irregularidades. Eita Brasil cooperativista

  6. Osmar Alves Disse:

    É isso mesmo, existe esse tipo de privatização. Querem vê a justiça e a spu(superintendência do patrimônio da união) tomar providência, se fosse no local de trabalhadores ou de pobre, aí sim, tinha fiscal a vontade, a justiça também já tinha se pronunciado.

  7. Osmar Alves Disse:

    Se fosse trabalhadores que estivesse nesse espaço, aí sim, justiça e spu(superintendência do patrimônio da união) já tinha se pronunciado.

  8. marco Disse:

    não derrubaram as barrcas, porque não fazem o mesmo com esse poderosos?

  9. Eduardo Disse:

    Ja tem 6 anos e só quem vai tirar essa invasão será o próprio mar. Sobre a sujeira, não são os moradores das praias que poluem, mas sim os turistas, ambulantes e comerciantes. Impõe multa a quem sujar e logo resolve o problema.

  10. Vinícia Santa Cruz Disse:

    Os nossos administradores estão sem pre a EXPLICAR sem conseguirem JUSTIFICAR o descaso com a coisa publica. Fala-se muito no ” inchaço” das repartições mas, quando cobrados, os chefões alegam falta de funcionários para atender aos apelos de quem paga imposto até de iluminação pública.

  11. moises Disse:

    E crime federal privatizar a orla das praias. Algum invasor criminoso espera ganhar esta ação? absurdo completo descaso das autoridades.

  12. Ricardo Jorge Disse:

    Retiraram todos os bares e barracas das praias! Foi para isso? Pelo menos a população tinha acesso anteriormente!

  13. Adriano de León Disse:

    Proponho fazer um churrasco nestas lajes gourmets. O povão entra na “área privada” e assa o maior espetinho, com direito a swingueira até 6 da noite!

Comente

Não publicamos ofensas pessoais. O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *