Atraso do Estado na adesão ao Garantia-Safra prejudica 34 mil agricultores

(Foto: Ilustração/Ascom-Sead)

Cerca de 34 mil agricultores da Paraíba vão receber com atraso de pelo menos três meses o seguro Garantia-Safra referente ao biênio 2015/2016. Porque o Governo do Estado aderiu tardiamente ao programa do Governo Federal, denunciou no final de semana o deputado Benjamin Maranhão (SD).

Cada agricultor deve receber nos próximos dias a quantia de R$ 850, dos quais ele paga R$ R$ 12,75 via boleto bancário como taxa de adesão, enquanto o município deve pagar R$ 38,25 por agricultor aderido em seu território e o Estado, R$ 76,50.

Mas o Governo da Paraíba, segundo Benjamin, perdeu o prazo para o pagamento da adesão, prejudicando os 34 mil que agora receberão o benefício. Receberão, garante o deputado, porque ele intercedeu em favor dos prejudicados junto à Secretaria Especial de Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA).

“Mesmo com um atraso no repasse por parte do Governo do Estado e um pagamento intempestivo, conseguimos junto à Secretaria Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário que fosse feita a liberação desse pagamento. Então, tivemos essa confirmação do secretário José Ricardo Roseno de que o pagamento acontecerá normalmente com a adesão das famílias dentro do programa para 2017/2018”, disse o deputado.

Para a safra 2016/2017, mais de 41 mil agricultores já podem se cadastrar ao programa, informou Benjamin, lembrando ainda que o benefício é concedido a produtores cadastrados que tenham perdido ao menos 50% da produção agrícola devido à seca.

O seguro é pago em cinco parcelas de R$ 170,00, de acordo com o calendário de benefícios sociais da Caixa Econômica Federal.

  • Com informações da Assessoria de Imprensa do parlamentar e MDA

Comente

Não publicamos ofensas pessoais. O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *