Deputada flagra retirada clandestina de água do açude de Boqueirão

Caminhões retiram água de forma indiscriminada e desautorizada (Foto: Ascom/Daniella Ribeiro)

Caminhões retiram água de forma indiscriminada e desautorizada (Foto: Ascom/Daniella Ribeiro)

Presidente de uma comissão criada pela Assembleia Legislativa especialmente para acompanhar a crise hídrica de Campina Grande e região, a deputada Daniella Ribeiro (PP) flagrou na última segunda-feira (14) diversos carros-pipa retirando água de forma irregular, ou seja, não autorizada, do açude Epitácio Pessoa (Boqueirão).

A deputada deve formalizar ainda hoje (16) pedido ao Ministério Público da Paraíba (MPPB) para que atue ou acione junto aos responsáveis por monitoramento (Aesa) ou fiscalização (Cagepa) do açude, que se encontra com apenas 5,7% de sua capacidade. Ela agendou audiência para a tarde desta quarta-feira (16) com Bertrand Asfora, procurador-geral de Justiça do Estado e chefe do MPPB.

Um dos maiores reservatórios do Nordeste e responsável pelo abastecimento de Campina Grande e mais 19 municípios do Compartimento da Borborema, Boqueirão tem apenas 23,4 milhões de metros cúbicos dos 411,6 milhões de m3 para os quais foi projeto, construído e já comportou.

Daniella Ribeiro alertou para a retirada indiscriminada e desautorizada em Boqueirão na manhã desta quarta na Assembleia, acrescentando que o descaso é tamanho que um cidadão instalou uma bomba na beira do açude para puxar a água que abastece os carros-pipas e aos quais cobra R$ 5 pelo serviço.

  • (Com informações da Ascom parlamentar e do MaisPB)

Comente Deputada flagra retirada clandestina de água do açude de Boqueirão

  1. Marilia Disse:

    Terrível isso… a água é do povo, os espertos inescrupulosos já estão querendo ganhar em cima da população pobre e sofrida… merecem ir para cadeia…

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *