CNT: maioria das rodovias estaduais está ruim ou péssima

pesquisa-cnt-2016

O Estado tem apenas 6,3% de suas estradas pavimentadas em ótimo estado, segundo constatou a 20ª edição da Pesquisa CNT de Rodovias 2016, divulgada na manhã desta quarta-feira (26) em Brasília pela Confederação Nacional do Transporte. Foram analisados 103.259 km, dos quais 1.681 na Paraíba, que graças às rodovias federais tem a melhor posição do Nordeste no conceito mais alto do levantamento.

Nenhum trecho que recebeu o conceito ‘ótimo’ pertence à malha estadual, que em sua maior parte teve rodovias com estado geral considerado ‘péssimo’. São as federais as mais bem avaliadas na Paraíba, conforme tabela abaixo. As BRs garantem que na maioria dos quilômetros avaliados o Estado tenha rodovias com 634 km tidos como ‘bons’, 371 ‘regulares’, 414 ‘ruins’ e 156 ‘péssimos’.

No plano nacional, a Pesquisa CNT mostra que de 2015 para 2016 houve aumento de 26,6% no número de pontos críticos (trechos com buracos grandes, quedas de barreiras, pontes caídas e erosões), passando de 327 para 414.

Ainda de acordo com a pesquisa, “somente os problemas no pavimento geram um aumento médio de 24,9% no custo operacional do transporte”, diz matéria de divulgação publicada pela CNT em seu portal, acrescentando que “o estudo abrange toda a extensão da malha pavimentada federal e as principais rodovias estaduais pavimentadas”.

“A má qualidade das rodovias é reflexo de um histórico de baixos investimentos no setor. Em 2015, o investimento federal em infraestrutura de transporte em todos os modais foi de apenas 0,19% do PIB (Produto Interno Bruto). O valor investido em rodovias (R$ 5,95 bilhões) foi quase a metade do que o país gastou com acidentes apenas na malha federal (R$ 11,15 bilhões) em 2015. Já em 2016, até setembro, dos R$ 6,55 bilhões autorizados para investimento em infraestrutura rodoviária, R$ 6,34 bilhões foram pagos”, acrescenta a CNT.

pbs-x-brs

Comente CNT: maioria das rodovias estaduais está ruim ou péssima

  1. rfm Disse:

    Só mentiras. Olhem aí!! Parece que não tem uma estrada que não esteja esburacada. Tudo HHHHHH.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *