Campina tem o melhor IDH do Semiárido brasileiro

Campina iluminada para o Natal (Foto: Arquivo/PMCG)

Campina iluminada para o Natal (Foto: Arquivo/PMCG)

O mais recente e completo estudo do Instituto Nacional do Semiárido (Insa) sobre coleta e tratamento de esgotos aponta Campina Grande (empatada com Mossoró, do Rio Grande do Norte) como detentora do melhor índice de desenvolvimento humano de todo o Semiárido brasileiro.

Na área, composta de 1.135 municípios, residem 22,5 milhões de habitantes, sendo 62% em áreas urbanas e 38% em rurais. Denominado ‘Esgotamento Sanitário – Panorama para o Semiárido Brasileiro’, a publicação foi liberada pelo Insa para acesso ao público nesta segunda-feira (24).

Para mostrar as principais características dos sistemas de esgotamento sanitário do semiárido, o trabalho tomou por base o Sistema de Gestão da Informação e do Conhecimento do Semiárido Brasileiro (SIGSAB), que o Instituto começou a implantar em 2011 com o objetivo de reunir e disponibilizar informações econômicas, sociais, ambientais e da infraestrutura instalada na região.

O raio X feito pelo Insa mostra Campina e Mossoró literalmente empatadas, na privilegiada posição, com Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) de 0,720, seguidas de  Sobral-CE (0,714), Crato-CE (0,713) e Feira de Santana-BA (0,712), as outras três que, nesta ordem, completam as cinco primeiras posições.

E relaciona também, por outro lado, os municípios de Betânia do Piauí-PI (0,489), Manari- BA (0,487), Itapicuru-BA (0,486), São Francisco de Assis do Piauí-PI (0,485) e Inhapi-AL (0,484) como os que apresentam os IDHM numericamente mais baixos.

O que vem a ser

O IDHM  é composto de indicadores que formam uma espécie de “medida resumida do progresso”, a longo prazo, em três dimensões básicas do desenvolvimento humano: renda, educação e saúde. Foi criado com o objetivo oferecer um contraponto a outro indicador muito utilizado, o Produto Interno Bruto (PIB) per capita, que considera apenas a dimensão econômica do desenvolvimento.

De acordo com o Insa, que tem sede em Campina Grande, a região semiárida como um todo apresentou, em 60,1% de seus municípios, onde reside uma população de 9.230.056 habitantes, um índice de desenvolvimento humano municipal (IDHM) oscilando de muito baixo (0 – 0,499) a baixo (0,500 – 0,599).

Já em 39,2% dos municípios, com população total de 11.691.044 habitantes, o IDHM é considerado médio (0,600 – 0,699) ao passo em que apenas 0,7% dos municípios, que abriga um contingente populacional de 1.677.218 habitantes, apresenta IDHM alto (0,700 – 0,799).

tabela-idhm-insa

Ao levar em consideração os municípios de cada estado e os valores de seus índices de desenvolvimento humano, o estudo comprovou que nos semiáridos cearense, mineiro e potiguar houve predominância do índice médio em relação ao baixo, mas, na Paraíba e demais estados da região, ocorre o contrário, onde o número de municípios com IDHM baixo predomina.

(Fonte: Instituto Nacional do Semiárido – Insa)

Comente Campina tem o melhor IDH do Semiárido brasileiro

  1. Como paraibana,e campinenses com muito orgulho fico feliz com uma contratação dessas, se os nossos políticos quisessem mesmo trabalhar pelo povo poderia ser muito melhor!

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *