Política 11:14

Bruno adianta que novo decreto de Campina Grande deve flexibilizar atividades em escolas, comércio e igrejas

Bruno adianta que novo decreto de Campina Grande pode flexibilizar atividades em escolas, comércio e igrejas / Foto; reprodução

O prefeito de Campina Grande Bruno Cunha Lima usou as redes sociais, na manhã desta terça-feira (6), para anunciar a publicação de um novo decreto municipal. Pelos posicionamentos e questionamentos que ele fez, haverá flexibilização para alguns segmentos na cidade.

“Posso adiantar que mantenho a mesma posição que já defendia há mais de um mês: liberdade e responsabilidade […]. Liberdade para escolas, para o comércio, para as igrejas, etc”, reforçou.

Mesmo em um momento de crise como a pandemia, que já dura mais de um ano, Bruno diz que não é dos governantes “o poder de dizer o que é ‘essencial’”. Mas também não diz de quem é a competência para tanto, e continua com o pronunciamento.

Em seguida, o gestor municipal justifica que não diminui a importância do setor de bares e restaurantes. Mas, que se trata de uma crítica para as prioridades elencadas por gestores durante a pandemia.

O prefeito também destacou que concorda com medidas de prevenção ao novo coronavírus e com o atendimentos aos pacientes com a Covid-19 que são atendidos na cidade. No entanto, discorda de ações consideradas por ele como “excessivas”.

A determinação municipal vai ser publicada dois dias após o término da antecipação de feriados no estado, realizada para conter o avanço da pandemia.

Mais Notícias

COMENTÁRIOS

  1. Avatar for João Paulo
    katia virginia pereira dos santos

    Acho boa a atitude de Bruno querer mudar esse decreto louco do governador do estado.
    Academias abertas, e nós que precisamos trabalhar e dependemos das esolas ficamos como?
    Crianças menores podem ficar sozinhas em casa?
    porque eu não tenho como deixar, sendo assim tenho que pagar o valor abusivo para alguma pessoa cuidar do meu filho .
    Sei que isso não acontece apenas comigo, mas falo em nome de todas as pessoas com filhos menores que precisam trabalhar e eu particularmente trabalho na saude.
    Os patrões vão aceitar que agente fique em casa com nossos filhos e só voltem quando o governador deixar as escolas funcionarem?
    Meu salário não dá para ficar pagando babás para uma criança, todos querem ganhar mais do que eu .
    E como fico com essa situação
    Parabéns Bruno por sua atitude.
    Libere as escolas com sistema hibrido como já estava antes, os nossos filhos estão seguros, flao para todas as redes de escolas(publicas e particulares).
    Liberem as vacinas para nós profissionais de saude que ainda não tomamos e também para os professores que precisam cuidar e educar dos nossos filhos.

  2. Avatar for João Paulo
    Moacyr Andrade

    O Sr. Prefeito fala em porquê bares funciona e escolas não , mas a de convir que a questão de higiene nas escolas municipais fica a desejar pois nem álcool tem , e os professores não tem nem perspectiva de quando vai ser vacinados

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *