Opinião 10:03

Sem nomeação de Bolsonaro, UFCG poderá ficar sem reitor ‘titular’ a partir de amanhã

Foto: Marinilson Braga/Ascom UFCG

A edição de hoje do Diário Oficial da União (DOU) não traz a nomeação do futuro reitor da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). A indicação, feita pelo presidente Jair Bolsonaro, está sendo aguardada desde o fim do ano passado, quando a lista tríplice foi homologada e enviada ao MEC pelo Conselho Universitário da instituição.

O problema é que hoje, dia 17 de fevereiro, é o último dia de mandato do atual reitor, professor Vicemário Simões. Ele foi o mais votado na lista tríplice, ano passado, para mais um mandato.

Vicemário obteve 50,45% dos votos da comunidade universitária.

Caso a portaria não seja publicada de hoje para amanhã, a universidade ficará sem reitor ‘titular’ no cargo. Nessa situação o atual vice, professor Camilo Farias, ficaria no exercício do cargo interinamente até o dia 16 de março.

Na semana passada o processo sucessório na UFCG foi alvo de polêmica após a circulação de um vídeo em que o segundo colocado na lista tríplice faz um apelo, ao presidente, para ser nomeado.

A demora na escolha de um dos três nomes da lista é ruim, em todos os aspectos.

Por hora é torcer para que Bolsonaro utilize de suas prerrogativas, mas respeite a vontade da comunidade acadêmica da universidade, nomeando a chapa mais votada.

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *