Opinião 11:58

Quem militou contra a Coronavac na Paraíba ficou na contramão da história

Foto: Ascom

A história é contada de fatos. E contra eles não há argumentos. A chegada na Paraíba da vacina Coronavac, produzida pelo Butantan com matéria-prima chinesa, é mais um daqueles fatos que entrará para os livros de história. E a cronologia dos dias que antecederam o início da vacinação por aqui, certamente, também irá lembrar daqueles que, por oportunismo ou radicalismo político, um dia fizeram campanha contra a vacina.

No Estado alguns apoiadores do presidente Jair Bolsonaro chegaram a defender, publicamente, que o imunizante fosse proibido em solo paraibano. Até um projeto de lei foi apresentado na Assembleia Legislativa com essa finalidade.

Hoje, após a vitória da ciência sobre o negacionismo e a aprovação da Coronavac pela Anvisa, quem um dia apregoou essas ideias está, no mínimo, com vergonha do que foi dito.

A chegada da Coronavac, ainda que com doses reduzidas, é a esperança no fim do túnel para milhões de paraibanos que sofrem com a pandemia. É um alento, a certeza de que poderemos evitar, em breve, a perda de mais vidas.

Quem tentou evitar isso permanecerá na contramão da ciência, do conhecimento, da vida e da própria história.

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *