Política 11:27

“Iremos enfrentar na Justiça”, diz João Azevêdo sobre decisão da PMCG de tentar ‘derrubar’ decreto

Foto: Ascom

O governador João Azevêdo (Cidadania) demonstrou hoje que não vai recuar da decisão que limita o funcionamento dos restaurantes, bares e similares no fim do ano na Paraíba. Ao ser questionado sobre o anúncio de que a prefeitura de Campina Grande entrará na Justiça para ‘derrubar’ os efeitos do decreto estadual no município, João disse que vai para a batalha judicial.

“Se houver recursos na Justiça, iremos enfrentar evidentemente na Justiça que é o espaço adequado para esse tipo de discussão”, assinalou.

Ele lamentou, contudo, a postura do prefeito Romero Rodrigues. “É uma pena. Campina tem mais casos hoje do que teve em novembro. Acho que ele está equivocado”, argumentou o governador, ressaltando que Campina recebe pacientes de outros 69 municípios para o tratamento da covid-19.

Pelo decreto do Estado os estabelecimentos só poderão ter clientes consumindo internamente até às 15h dos dias 24, 25 e 31 de dezembro e 1º de janeiro. Depois disso, apenas os serviços de delivery e de entrega nos balcões serão permitidos.

A prefeitura de Campina alega que a cidade tem índices menores de transmissão e de ocupação de leitos da covid-19.

O fato é que a ‘briga’ entre Romero e João irá para a mesa do Judiciário, em pleno recesso forense.

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *