Investigação 15:47

Reeleito nas urnas, prefeito de Camalaú tem afastamento mantido pelo TJPB

Foto: reprodução/redes sociais

O prefeito da cidade de Camalaú, Alecsandro Bezerra dos Santos (PSDB), conhecido como Sandro Môco, foi reeleito com 55,34% dos votos no último domingo para mais quatro anos à frente da gestão municipal. Mas o gestor enfrenta ainda uma batalha na Justiça: continua afastado do cargo, após ser alvo da ‘Operação Rent a Car’, do GAECO, que investiga fraudes na locação de veículos.

Hoje o Diário do TJPB publica uma decisão do desembargador Arnóbio Alves Teodósio que não reconhece um agravo interno da defesa do gestor e, por conseguinte, mantém o afastamento dele do cargo.

Foto: reprodução

 

A investigação do GAECO

A investigação apura a emissão de documentos falsos e a locação fraudulenta de veículos que seriam do prefeito, mas registrados em nome de “laranjas”. O GAECO apura um prejuízo ao erário num valor superior a R$ 314 mil.

Uma caminhonete teria sido adquirida junto a uma concessionária de Caruaru em março de 2017, segundo o MP, pelo valor de R$ 165 mil. Parte desse montante, R$ 110 mil, paga por meio de transferência bancária da conta titularizada pelo próprio prefeito Alecsandro Bezerra –  ainda de acordo com o MP.

Em contrapartida, o município de Camalaú já pagou pelo menos R$ 140 mil pelos contratos de locação do veículo, colocado à disposição do gabinete do prefeito.

Já um caminhão Mercedes Benz teria sido comprado por R$ 24 mil e depois alugado à prefeitura. O município já teria pago mais de R$ 166 mil por três anos de locação.

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *