Denúncia 15:54

Na Paraíba: MP recomenda que prefeito anule ‘corte salarial’ de servidores em período eleitoral

Foto: reprodução

O prefeito da cidade de Ingá, Robério Lopes Burity (PDT), deve anular os atos administrativos que provocaram ‘corte salarial’ de pelo menos quatro servidores do município, às vésperas das eleições municipais deste ano. A recomendação é da promotora eleitoral do município, Cláudia Cabral Cavalcante, após uma denúncia feita pelo sindicato dos servidores da cidade de que funcionários estariam sendo perseguidos pela gestão municipal.

A recomendação foi publicada hoje. De acordo com o documento, um motorista efetivo do município teria tido gratificações cortadas pela gestão municipal e ao procurar a prefeitura teria sido “constrangido a revelar seu voto para prefeito e vereador nas eleições vindouras”.

Ainda conforme o relato, ele “foi comunicado que deveria procurar seu candidato a vereador para que o mesmo pudesse “negociar” o retorno de suas gratificações”.

Confira na íntegra a recomendação do Ministério Público

“O sindicato dos trabalhadores de Ingá recebeu outras denúncias de transferências de local de trabalho, assim como da perda salarial de outros servidores efetivos”, assinala a promotora.

Robério Burity é candidato a prefeito da cidade e assumiu a prefeitura de Ingá em julho deste ano, após a morte do prefeito Manoel Batista Chaves Filho, conhecido como Manoel da Lenha (PSD) – vítima da Covid-19. O blog não conseguiu ainda contato com a gestão municipal para falar sobre o assunto.

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *