Agenda 17:28

UEPB concede título de ‘doutora honoris causa’ para escritora Lourdes Ramalho

Foto: reprodução

De forma mais do que merecida, o Conselho Universitário (Consuni) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) aprovou ontem, por unanimidade, a outorga do título de doutora honoris causa para a dramaturga, poetisa e escritora Maria de Lourdes Ramalho. O título é a mais alta honraria concedida pela instituição.

A homenagem póstuma foi proposta pelo Departamento de Letras e Artes (DLA) do Centro de Educação (CEDUC).

“Diante do volume e da importância da sua obra, emerge a curiosidade sobre seu cotidiano, sobretudo porque ela viveu na época em que o lugar social da mulher estava ‘determinado’ e, consequentemente, as atividades que elas deveriam assumir. A prática da leitura, hoje, livre, era uma atividade vigiada e não permitida às mulheres”, observou a professora Ivonildes Fonseca.

A escritora e dramaturga morreu aos 99 anos em Campina Grande, no dia 7 de setembro de 2019. Nascida no Rio Grande do Norte, a escritora tinha uma identidade forte com Campina Grande – onde passou a ser reconhecida enquanto dramaturga e empreendedora cultural.

Autora de uma extensa obra para o teatro, ela conquistou prêmios, homenagens e indicações com seus trabalhos dentro e fora do Brasil. Entre as peças de maior sucesso da autora estão “Fogo Fátuo” (1974), “As Velhas” (1975) e “A Feira” (1976).

Lourdes Ramalho merece o título. A obra dela levou o nome de Campina Grande e da Paraíba para o mundo, imortalizando a arte das letras, no teatro e na poesia.

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *