Opinião 10:40

João sonha com união da oposição em Campina e diz que grupo tem dois nomes: Ana Cláudia e Falcão

Foto: Ascom

O governador João Azevêdo (Cidadania) voltou a falar hoje pela manhã sobre as eleições municipais nas duas principais cidades do Estado: João Pessoa e Campina Grande. Na capital ele não descartou a possibilidade de uma candidatura própria do Cidadania, mas em Campina o entendimento já está praticamente firmado: ou apoiar a candidatura da ex-secretária Ana Cláudia Vital do Rêgo (Podemos), ou uma chapa encabeçada pelo deputado Inácio Falcão (PC do B).

Aliás, isso até os pombos da Praça da Bandeira já sabiam. O único nome do partido na cidade com potencial para a disputa, o médico Geraldo Medeiros, foi ‘engolido’ pelo esforço de ‘guerra’ contra o coronavírus; numa batalha que não tem prazo para um armistício.

O governador, porém, disse que ainda sonha em ver a oposição unida para a disputa. “Nós temos dois nomes da base. A ex-secretária Ana Cláudia e o deputado Inácio Falcão, que estão participando do processo. Se houver condições de compor, seria o ideal. Mas a gente sabe que tem questões próprias de cada candidatura que não se compatibilizam. Mas eu espero ainda que dentro das conversas a gente possa chegar a uma união das oposições”, disse em entrevista à Rádio CBN.

A missão do governador, em ‘fundir’ as duas pré-candidaturas, parece ser bastante difícil. É que Falcão tem conseguido viabilizar a sua pré-candidatura junto a partidos de esquerda, que fazem parte do Fórum Pró Campina. Já Ana Cláudia enfrenta resistência dessas legendas por integrar o Podemos – partido tido como próximo ao Governo Bolsonaro no plano federal.

A união dos dois blocos, pelo menos num primeiro turno, parece hoje quase inviável. No segundo turno, porém, a disposição das partes certamente será outra. Bem antes disso o Cidadania terá que optar por um dos dois aliados (na primeira etapa do pleito).

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *