Fórum publica carta propondo medidas para recuperação econômica da Paraíba no ‘pós-pandemia’

Foto: reprodução

O Fórum de Ação em Defesa do Emprego, entidade que reúne representantes de vários segmentos da sociedade, publicou hoje uma carta que propõe medidas para recuperação da atividade econômica na Paraíba no período chamado ‘pós-pandemia’. O documento é assinado por dirigentes de entidades da indústria, comércio, Famup e universidades públicas e deverá ser entregue ao Governo do Estado e a prefeitos dos municípios paraibanos.

A carta aponta para a necessidade de prorrogação dos prazos para pagamento de impostos, como ICMS e ISS; abertura de crédito para micro e pequenas empresas; a criação de plataformas de vendas pela internet, para estimular a economia local; a retomada de investimentos públicos e a suspensão por 60 dias da inscrição de débitos tributários em dívida ativa.

“Enquanto grande parte dos nossos recursos se destina, corretamente, a salvar vidas no sistema de saúde, devemos trabalhar para identificar mecanismos especiais que possam salvar os empregos e as empresas que estão desaparecendo no decorrer dessa situação. O Fórum de Ação em Defesa do Emprego surge nesse contexto com o propósito de unir esforços e de promover uma ampla mobilização no nosso Estado em favor de estímulos às atividades produtivas”, observa o documento.

A carta é importante nesse instante. É que mesmo diante do crescimento de casos da Covid-19 no Estado e da necessidade de manutenção das medidas de isolamento social é imprescindível a adoção de ações que possibilitem a retomada econômica e, sobretudo, ultrapassem a dicotomia vista até aqui do “abre ou fecha” o comércio. Se ainda não é o momento de abrirmos (diante da curva ascendente de casos e do risco de colapso do sistema de saúde), mas é urgente que pensemos e coloquemos em prática medidas para quando alcançarmos a possibilidade de reabertura. Os Governos e governantes, sem distinção, precisam pensar nisso.

Confira na íntegra a Carta do Fórum

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *