Com crescimento de casos de Covid-19, secretário descarta reabertura do comércio de Campina Grande

Campina já tem 335 casos confirmados de Covid-19. Saúde municipal diz que é preciso “estabilizar” a transmissão da doença

Foto: Ascom

O avanço dos casos de Covid-19 em Campina Grande nos últimos dias impõe uma realidade implacável: não é o momento de flexibilizar as medidas de isolamento social impostas até aqui na cidade. Pelo contrário. É preciso fazer cumprir as regras adotadas. Hoje pela manhã, durante uma entrevista coletiva virtual à imprensa, o secretário de saúde do município Filipe Reul descartou a flexibilização do isolamento. A cidade tem atualmente 335 casos confirmados da doença.

“Temos uma preocupação com  a parte econômica da cidade, mas nesse momento não podemos relaxar no isolamento. Temos que aguardar um pouco mais, pelo menos nesses próximos 14 dias, para ver como se desenvolvem os casos em Campina. Para ver se a gente pode estabilizar os casos para aí sim, pensarmos numa abertura do comércio”, explicou o secretário.

Campina Grande é referência para 69 cidades das regiões do Brejo, Cariri e Curimataú do Estado. Hoje 54% dos leitos de Covid-19 ocupados são de pacientes vindos de outros municípios.

A secretaria municipal de saúde estuda a realização de uma testagem em massa da população. O objetivo é ter números que demonstrem o cenário exato da doença na cidade. No início da semana a prefeitura decidiu interditar as margens do Açude Velho e pistas de caminhada, na tentativa de evitar o fluxo de pessoas nas ruas.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *