MP apura envolvimento de ex-funcionário de banco em fraude milionária na Paraíba

Suposto ‘golpe’ teria provocado um prejuízo superior a R$ 1,1 milhão à instituição financeira

Foto: Ascom

O Ministério Público decidiu apurar o envolvimento de um ex-funcionário da agência do Banco do Brasil da cidade de Sumé, no Cariri do Estado, numa suposta fraude milionária. O Procedimento Investigatório Criminal (PIC) foi instaurado pelo promotor Bruno Leonardo Lins e tem o objetivo de investigar uma notícia crime, apresentada pela instituição financeira, que relata uma fraude de R$ 1.149.464,80 contra os cofres do banco.

O ‘golpe’, segundo a representação, teria sido praticado pelo ex-funcionário – que poderá ser enquadrado por peculato. O caso deverá ser investigado, também, pela Polícia Civil. Na portaria, o promotor estabelece um prazo de 30 dias para que seja apresentado um relatório conclusivo sobre o caso. O Blog preferiu omitir o nome do ex-funcionário suspeito, já que ele ainda não foi denunciado pelo MP, nem indiciado pela Polícia Civil.

Foto: reprodução

“Considerando que há necessidade de ampla apuração dos fatos e delimitação da conduta, comprovando, se for o caso, autoria e materialidade, e definindo a opinio delicti quanto à possível tipificação, ou, acaso não comprovado suficientemente o delito, promovendo-se o arquivamento dos autos”, relata a portaria.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *