Polícia Militar afasta policial da Paraíba que gravou vídeo, com farda, criticando isolamento social

Militar faz parte do 4ºBPM, em Guarabira. Comando diz que instituição segue recomendações de autoridades da Saúde

Foto: Ascom

Um policial militar do 4º Batalhão de Guarabira, no Brejo do Estado, foi afastado temporariamente das funções após gravar um vídeo, dentro de um carro (aparentemente uma viatura) e fardado, fazendo críticas às medidas de isolamento social impostas pelos governos do Estado e de municípios. Os decretos têm por finalidade diminuir os riscos de transmissão do coronavírus. A corporação informou que vai abrir um procedimento administrativo disciplinar para investigar o caso.

“Um procedimento administrativo disciplinar será instaurado para apurar toda a extensão da reprovável atitude do policial, lembrando que a orientação da Polícia Militar da Paraíba é a mesma da Organização Mundial da Saúde, Ministério da Saúde e Governo do Estado, de que fique em casa para prevenir a proliferação dessa doença que tem causado danos irreparáveis à saúde de pessoas no Brasil e no Mundo”, diz a nota do 4º BPM.

O vídeo circulou na internet, por meio das redes sociais e repercutiu numa reportagem das TV’s Paraíba e Cabo Branco. “O que a gente tem que fazer é voltar a trabalhar e proteger as pessoas idosas e as pessoas também com problemas respiratórios. E voltar para trabalhar. Vamos deixar de ser vagabundo e começar a trabalhar. Esse ‘negocinho’ de ficar em casa de férias não existe, não tem condições. Vai terminar o país quebrando e a gente passando é fome”, diz o PM na gravação, observando que não haveria casos de Covid-19 registrados em Guarabira.

O Ministério Público, em Guarabira, também reprovou a atitude do militar. A promotora Edivane Saraiva disse que ele também poderá ser responsabilizado na Justiça comum. As medidas de isolamento social são fruto de estudos feitos por especialistas em Saúde pública do mundo inteiro e são recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Como ainda não há vacina eficaz contra o coronavírus, eles dizem que essa é a única forma de evitar a transmissão do vírus.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *