MP defende manutenção do isolamento e vê com “preocupação” reabertura do comércio em Campina

Promotora da Saúde diz que o momento é de preservar vidas. Médica Adriana Melo também se posicionou contra reabertura

Foto: Ascom

A promotora da Saúde de Campina Grande, Adriana Amorim, fez um alerta nesta sexta-feira (27). Preocupada com o agendamento de mobilizações que pedem a reabertura do comércio da cidade, ela lembrou que o Ministério Público recomenda a manutenção dos decretos que determinam o isolamento social como forma de prevenir a transmissão do coronavírus. Para ela, embora os efeitos econômicos das medidas sejam graves, é fundamental resguardar a vida das pessoas e evitar um colapso no sistema público de saúde.

“O Ministério Público vê com grande preocupação a manifestação de algumas entidades que defendem o fim do isolamento. É preciso entender que estamos passando por um momento crítico de nossa história, mas nesse momento a opinião científica de todo o mundo recomenda que medidas de restrição devem ser adotadas. Precisamos continuar com o isolamento social para conter o avanço da doença”, observou a promotora.

Ela alertou que as medidas de contenção social, estabelecidas por meio de decretos do poder público, continuam em vigor. “E serão adotadas as medidas diante de manifestações que promovam a desobediência”. O decreto municipal do prefeito Romero Rodrigues determina o fechamento do comércio central até o dia 13 de abril.

A preocupação da promotoria tem sentido e é compartilhada pela maioria dos especialistas em saúde pública. É que embora ainda não tenhamos um número acentuado de infectados na Paraíba, ainda estamos vivendo um período de alto risco de transmissão do vírus.  A médica Adriana Melo, que ficou conhecida em todo o mundo por ter liderado as descobertas da relação entre a zika e a microcefalia, utilizou as redes sociais para defender a manutenção das medidas de isolamento social.

Foto: reprodução

 

 

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *