Força-Tarefa vai fazer ‘varredura’ para evitar aglomerações em Campina Grande

PM e Vigilância Sanitária irão fazer rondas para garantir cumprimento de decretos que previnem propagação do coronavírus

Foto: Ascom

Uma força-tarefa formada pela Vigilância Sanitária, Polícia Militar e outros órgãos vai tentar ‘barrar’ a aglomeração de pessoas e a abertura de bares, restaurantes, academias e outros estabelecimentos durante o período de pandemia do coronavírus. Os comboios irão percorrer as ruas de Campina Grande a partir desta terça-feira (24), passando por pontos específicos da cidade, para evitar o descumprimento das medidas preventivas adotadas (por meio de decretos municipais e estaduais) para inibir a propagação da doença.

O funcionamento de feiras e mercados públicos, por exemplo, deverá ser monitorado pela força-tarefa, assim como a realização de quaisquer eventos que provoquem a aglomeração de pessoas. No fim de semana, a Justiça determinou a suspensão de um casamento num hotel da cidade. Missas, celebrações, encontros e cultos religiosos estão suspensos, por conta da pandemia.

A criação da força-tarefa surge num momento em que o isolamento social pode significar a diminuição expressiva dos casos da doença. A fiscalização do cumprimento das medidas é extremamente necessária para que os decretos, que têm força de lei, não funcionem somente no papel ou no universo da pedagogia. A população precisa saber e sentir, na prática, isso.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *