Romero acerta ao manter cautela sobre possibilidade de suspensão do São João de Campina Grande

Festas de Campina e Caruaru continuam programadas. Prefeito deve esperar evolução dos casos e outras recomendações da Saúde para tomar decisão

Foto: Blog Pleno Poder

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD), convocou para hoje (16) uma entrevista coletiva para anunciar medidas que serão adotadas diante do crescimento de casos suspeitos de coronavírus na Paraíba. Entre os temas que deverão entrar em pauta, claro, está a realização do Maior São João do Mundo – num período em que o Ministério da Saúde tem recomendado a suspensão de eventos que provoquem a aglomeração de pessoas em todo o país.

Dificilmente o prefeito anunciará o adiamento ou a suspensão da festa hoje. Romero tem mantido cautela ao falar sobre o tema. E tem razão nisso.

É que embora as recomendações apontem para a não realização de grandes shows, eventos esportivos e similares nesse momento, tomar a decisão sobre o maior evento popular da Paraíba – e um dos maiores do Nordeste – não é simples. A economia de Campina Grande depende da festa. É no mês de junho que a cidade respira outros ares e atrai a atenção do país inteiro. Suspender ou adiar a festa agora seria precipitado.

Até porque outras cidades que também realizam festas juninas expressivas, como Caruaru, Petrolina, Patos e Santa Luzia, ainda aguardam a evolução, ou não, dos casos suspeitos de coronavírus. Em Pernambuco, inclusive, já há a confirmação da doença. Aqui na Paraíba, por enquanto, são apenas casos suspeitos.

A programação da festa continua de pé. A esperança é de que o vírus não atrapalhe o evento, que superou nos últimos anos o ‘pânico das agulhadas’ (2018) e as dificuldades do racionamento (2014). A única alternativa agora é torcer para um arrefecimento e/ou controle da doença e, como Romero tem feito, manter a cautela sobre o evento.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *