Prefeitura e Cagepa devem anunciar acordo sobre abastecimento de Campina na próxima quinta-feira

Prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, diz que há “80% de possibilidade” de acordo entre os dois órgãos

Foto: Arquivo Jornal da Paraíba

Depois de um longo impasse, inclusive com disputas na Justiça, a prefeitura de Campina Grande e a Cagepa devem anunciar, na próxima quinta-feira (20), um acordo sobre a exploração do serviço de abastecimento de água e tratamento de esgotos na cidade. As propostas ainda não foram ‘fechadas’, mas há “80% de possibilidade” para a continuidade da Cagepa como prestadora dos serviços.

A avaliação é do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD), ao falar sobre o assunto na manhã desta segunda-feira (17).  “Se acontecer, podemos assinar uma carta programa junto com a Cagepa. Caso não, vamos seguir com o processo licitatório. Mas a vontade da prefeitura é conciliar com a Cagepa”, comentou Romero. O acordo entre as duas partes só foi possível com a intermediação do Ministério Público.

Na prática, o que o município exige é a melhoria da qualidade dos serviços e, também, uma contrapartida financeira da Cagepa pela exploração dos serviços. Também poderá ser criada uma agência reguladora municipal, que vai supervisionar o setor. Nos cálculos do município, o abastecimento de água e tratamento de esgotos de Campina Grande precisam de investimentos na ordem de R$ 509 milhões, em uma concessão que deverá ser de 35 anos. Desde 2014 a concessão da Cagepa está expirada.

Briga na Justiça 

No mês passado, uma decisão judicial da 3ª Vara da Fazenda Pública de Campina Grande chegou a suspender a realização de uma audiência pública para discutir a possibilidade de contratação de uma nova empresa/instituição. A prefeitura recorreu e o Tribunal de Justiça liberou a realização do encontro.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *