Governo institui ‘Ano Cultural Mestre Sivuca’ em 2020 e vai estimular produções em escolas

Decreto foi publicado no Diário Oficial deste sábado. Paraibano nasceu em Itabaiana e ficou conhecido em todo o Brasil

Foto: Arquivo Jornal da Paraíba

A Paraíba vai homenagear, durante os próximos meses deste ano, a trajetória e a obra de um dos paraibanos mais ilustres do Estado: o mestre Sivuca. Através de decreto, publicado na edição deste sábado (15) do Diário Oficial do Estado, fica “instituído o ano de 2020 como ‘Ano Cultural Mestre Sivuca’ e todas as secretárias e órgãos da administração direta e indireta do Poder Executivo estadual devem incorporar em suas ações e eventos informações alusivas” à temática.

Foto: reprodução

O paraibano Severino Dias de Oliveira, mais conhecido como Sivuca, ficou conhecido em todo o país por seu talento e domínio sobre a música, com arranjos que levaram a cultura popular nordestina para várias regiões do planeta. Ele nasceu Itabaiana, em 23 de maio de 1930, e fez carreira trabalhando em vários rádios do país e no exterior.

Sivuca morreu em 2012, aos 76 anos, vítima de câncer. Os principais sucessos deixados por ele são ‘Feira de Mangaio’, ‘João e Maria (parceria com chico Buarque), e ‘Adeus Maria’.

Promover o ‘Ano Cultural Mestre Sivuca’ é, sem dúvidas, um reconhecimento ao talento e à importância dele para o Estado. A iniciativa deverá servir, também, para propagar a obra do paraibano em um cenário cultural carente de novos nomes capazes de impulsionar a cultura popular do Nordeste pelo mundo.

Jackson do Pandeiro

Ano passado o Governo da Paraíba celebrou o centenário de Jackson do Pandeiro. O Ano Cultural estimula a realização de ações para lembrar o nome homenageado. Sivuca também deve ser lembrado em eventos culturais promovidos pelo Governo. Peças de divulgação também devem entrar neste ‘pacote’ de homenagens.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *