Justiça 9:12

MPF instaura inquérito para monitorar qualidade da água de Campina Grande

Objetivo é acompanhar as ações de monitoramento feitas pelos órgãos de controle e evitar a presença de agrotóxicos e toxinas

Inquérito foi instaurado pelo MPF

O Ministério Público Federal (MPF) instaurou um inquérito civil público para monitorar a qualidade da água em Campina Grande. O procedimento foi publicado no Diário Eletrônico do órgão e é assinado pelo procurador da República Bruno Galvão.

De acordo com a publicação, um dos aspectos que deve ser analisado é a presença de agrotóxicos na água. A cidade é abastecida pelo açude de Boqueirão, que em 2014 chegou a estar com 2,9% de sua capacidade. Na época Campina Grande passava por um rigoroso racionamento e técnicos faziam o monitoramento diário da água, para evitar a presença de toxinas.

A qualidade do tratamento da água disponibilizada na cidade é um dos temas debatidos no processo de discussão sobre uma nova concessão dos serviços de abastecimento, iniciado pela prefeitura. Hoje esse serviço é feito pela Cagepa, mas desde 2014 o contrato está encerrado.

A assessoria de imprensa da Cagepa, em Campina Grande, informou que a água que chega às torneiras na cidade passa por um rigoroso controle de qualidade e que, mesmo na época do racionamento, atendia a todos os padrões de potabilidade.

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *