Justiça 12:19

Condenado a 68 anos por mortes no casamento, empresário diz não ter “peso de consciência”. Veja vídeo

Após júri, Nelsivan Marques de Carvalho voltou a dizer que é inocente e culpou a imprensa por “circo” em torno do caso

Foto: Artur Lira

Condenado a 68 anos pelas mortes dos padrinhos de casamento e sócios Washington Luiz Alves de Menezes e Lúcia Santana Pereira, assassinados a tiros no dia 29 de março de 2014, o empresário Nelsivan Marques de Carvalho voltou a dizer que é inocente. Em entrevista após o julgamento, ele culpou a imprensa por ter feito “um circo” na cobertura do caso, que teve repercussão em todo o país.

“Tenho a consciência tranquila de colocar a cabeça no travesseiro. Durmo todos os dias e não tenho nenhum peso de consciência. Nunca fiz ou cometi ato dessa natureza. Trabalhamos contra vocês próprios, que fizeram disso um carro-chefe. Armaram um circo, isso é que é uma verdade plena. Aqui tá condenando um inocente. Eu sou inocente com todas as letras”, declarou. De acordo com as investigações da Polícia Civil e a denúncia do Ministério Público, ele teria encomendado as mortes para manter o controle da empresa.

Confira a entrevista na íntegra  

Com a decisão dos jurados, a defesa do empresário deve recorrer ao Tribunal de Justiça. Durante o julgamento, no 2º Tribunal do Júri de Campina Grande nesta segunda-feira (09), Maria Gorete Alves Pereira foi considerada inocente pelos jurados.

Condenados

Nelsivan Marques é o 4º réu condenado por envolvimento nas mortes de Lúcia Santana e Washington Luiz. Dos seis denunciados pelo MP, três já tinham sido julgados. Franciclécio de Fárias Rodrigues foi condenado a 54 anos e seis meses de reclusão em regime inicialmente fechado. Gilmar Barreto da Silva foi condenado a 37 anos e quatro meses de prisão. Já Samuel Alves da Silva deverá cumprir uma pena de 42 anos de reclusão.

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *