Justiça 10:09

Justiça suspende posse de conselheiros tutelares em São Bento e MP aponta interferências políticas

Decisão da Justiça acatou ação civil pública do Ministério Público, que apura abuso de poder econômico

Foto: Ascom

A Justiça determinou que a prefeitura de São Bento, no Sertão do Estado, se abstenha de dar posse a dois conselheiros tutelares eleitos em outubro deste ano. Erison John Carneiro dos Santos Costa e José Alberlan Dantas de Sousa são acusados de abuso de poder econômico e político. A decisão atende a uma ação civil pública de cassação de mandato, proposta pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB).

A posse dos candidatos deveria ocorrer no próximo dia 10 de janeiro. De acordo com a determinação judicial, o município deve dar posse ao primeiro suplente de cada eleito e, na hipótese de desistência, ao segundo, até o julgamento definitivo de mérito.

Entre as irregularidades apontadas pelo MP está o envolvimento do presidente da Câmara de Vereadores de São Bento, Alexciandro Dantas (Alex Dantas), no intuito de prática de influência junto aos eleitores – o que teria sido constatado em vídeos e fotografias. O promotor Osvaldo Lopes também citou a prática de transporte irregular de eleitores no dia do pleito. O Blog procurou o presidente da Câmara de São Bento, Alexciandro Dantas. Por telefone ele informou que está viajando e não poderia falar sobre o assunto.

Em Campina

Em Campina Grande, um grupo de advogados protocolou junto ao MP um pedido de anulação das eleições para conselheiros tutelares, alegando irregularidades e abuso de poder econômico durante o pleito. O Ministério Público entendeu, porém, que as denúncias não foram suficientes para anular todo o processo. Casos isolados, de possíveis abusos, continuam sendo investigados na cidade.

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *