“Por mim teria sido votado posteriormente”, diz Ivonete sobre doação de terreno para Sítio São João

Presidente da Câmara defendeu que matéria, que gerou polêmica e críticas ao Legislativo, poderia ter sido mais discutida na ‘Casa’

Foto: Blog Pleno Poder

“Por mim teria sido votado posteriormente. Mas eu acato a decisão da maioria, embora eu acho que o Sítio São João mereça um espaço. Poderia a gente ter aguardado mais até o dia 19, quando teremos pauta para votar, para que a população tomasse conhecimento”. A declaração é da presidente da Câmara de Vereadores de Campina Grande, Ivonete Ludgério (PSD), ao avaliar a aprovação do projeto que autorizou a doação de um terreno público de 24,8 mil m² para a empresa responsável pela Vila Sítio São João.

A proposta demorou 43 minutos para ser discutida e aprovada pela ‘Casa’ no fim do mês passado e repercutiu negativamente. A doação foi barrada pela Justiça por uma liminar da 3ª Vara da Fazenda Pública, que considerou que a entrega do imóvel a uma empresa privada poderia afrontar o princípio da impessoalidade.

“A doação do terreno veio com regime de urgência, porque até o dia 19 podemos ter projetos de doação. No próximo ano, ano eleitoral, a prefeitura não pode fazer nenhum tipo de doação de terreno por conta da legislação eleitoral”, explicou Ivonete, durante entrevista na Rádio CBN. Após a decisão judicial, a prefeitura de Campina Grande anunciou que irá avaliar se recorre ou não da suspensão.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *