Câmara Federal instala CPI para investigar vazamento de óleo no Nordeste

Dois deputados paraibanos são membros titulares da CPI: Gervásio Maia e Ruy Carneiro

Foto: Najara Araújo/Câmara dos Deputados

O vazamento de óleo nas praias do Litoral do Nordeste será investigado por uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara dos Deputados. A CPI foi instalada na tarde desta quarta-feira (27) e terá o deputado Herculano Passos (MDB-SP) como presidente. O relator da CPI será o deputado pernambucano João Campos (PSB-PE), filho do ex-candidato à presidência Eduardo Campos. Da Paraíba, são membros titulares os deputados Gervásio Maia (PSB) e Ruy Carneiro (PSDB).

Também foram eleitos os deputados Adolfo Viana (PSDB-BA), Eduardo Bismarck (PDT-CE) e Leur Lomanto Júnior (DEM-BA), respectivamente, para as três vice-presidências. João Campos deve apresentar o roteiro de trabalho na próxima reunião da CPI, prevista para amanhã. Segundo ele, a intenção é investigar a origem do vazamento, analisar as medidas tomadas “e que deixaram de ser tomadas pelo governo”, punir os culpados e aperfeiçoar a legislação.

Entenda o caso

As primeiras manchas de óleo apareceram no litoral da Paraíba no fim de agosto. Logo atingiriam trechos de praias nos nove estados do Nordeste. Hoje, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) já detectou a presença de fragmentos de óleo cru em quase 800 pontos do litoral, inclusive em praias dos estados do Espírito Santo e do Rio de Janeiro, na região Sudeste.

Até agora, a Marinha não identificou a origem do vazamento. Voluntários e uma força-tarefa de vários órgãos públicos trabalham no recolhimento do óleo. Alguns voluntários apresentaram problemas de saúde ao manter contato com o material. O impacto da contaminação para a saúde humana e a economia das cidades litorâneas ainda é incalculável.

Com informações da Agência Câmara

Reportagem – José Carlos Oliveira
Edição – Pierre Triboli

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *