Prefeitura de Campina Grande faz alerta para combater venda irregular de imóveis do Aluízio Campos

Objetivo é evitar a ação de ‘golpistas’ que prometem a comercialização dos imóveis. Casos devem ser denunciados na Polícia Federal

Foto: Codecom

As casas e apartamentos ainda não foram entregues, mas antes mesmo disso é preciso redobrar a atenção para evitar que ‘golpistas’ comercializem irregularmente os imóveis do Aluízio Campos. Nesta sexta-feira (20) a prefeitura de Campina Grande divulgou uma nota alertando para o problema. O recado é claro: qualquer proposta desse tipo deve ser denunciada na Secretaria de Planejamento do município ou, também, na Polícia Federal.

“Desde que teve início o processo de inscrição, sorteio e definição dos futuros mutuários do Conjunto Aluízio Campos que, eventualmente, surgem informações junto à imprensa sobre possíveis tentativas de terceiros de fraudar o processo de aquisição das unidades. Em 2018, com apoio da Prefeitura, até mesmo um estelionatário foi identificado e preso pela Polícia Civil por golpes na cidade, vendendo a falsa ideia de que seria possível o repasse dos imóveis”, relata a nota.

O Complexo Aluízio Campos deverá ser inaugurado no próximo dia 11 de outubro. A expectativa é de que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) participe do evento. A obra foi iniciada há quase cinco anos na gestão da ex-presidente Dilma Rouseff (PT) e passou também pelo mandato interino do ex-presidente Michel Temer (MDB). O Aluízio Campos é a maior obra das duas gestões do prefeito Romero Rodrigues (PSD) e teve um investimento de R$ 330 milhões, sendo a maior parte dos recursos federais.

“Todos os futuros mutuários do Conjunto Aluízio Campos têm plena ciência, desde sempre, das recomendações e alertas no sentido de que as unidades habitacionais, em nenhuma hipótese, podem ser alvos de qualquer tipo de negociação e repasse, com severas consequências para os proprietários perante a instituição financeira responsável pela obra – o Banco do Brasil – e a Justiça Federal. No próprio contrato entre o banco e o beneficiário, essas observações estão destacadas”, relembra a nota divulgada pela prefeitura.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *