Justiça vai realizar primeiro júri ‘telepresencial’ em Campina Grande

Réu responde a processo no Rio de Janeiro e será interrogado no Fórum Afonso Campos, no dia 30 de outubro

Foto: Arquivo Jornal da Paraíba

O uso de novas ferramentas tecnológicas pelo Judiciário vem sendo aperfeiçoado em todo o país. Em Campina Grande o 1º Tribunal do Júri vai realizar, no próximo no dia 30 de outubro, o primeiro ‘júri telepresencial’. O procedimento faz parte de um processo da 3ª Vara Criminal do Rio de Janeiro para julgar um preso recolhido em Campina Grande. O réu será encaminhado da unidade prisional para o Fórum Affonso Campos, onde assistirá ao seu julgamento e será interrogado em tempo real, em um ambiente virtual.

“Recebemos uma carta precatória da Comarca do Rio de Janeiro, indagando se a Paraíba tinha condições de realizar videoconferência no ambiente prisional. As unidades prisionais não disponibilizam, ainda, de tal estrutura, no entanto, o Fórum Affonso Campos dispõe dos mecanismos tecnológicos e internet adequada para esse procedimento judicial”, explicou o juiz do 1º Tribunal do Júri, Bartolomeu Correia de Lima.

Ele defendeu a utilização da ferramenta. “Todos os envolvidos são beneficiados com essa medida. A partir do momento em que não há a necessidade de transferir o réu para a realização do júri, não haverá paralisação no processo, evitando, também, a prescrição. Para os familiares da vítima, tem-se uma resposta mais rápida ao anseio de justiça, e, para o réu, tem-se a definição do seu julgamento, seja ele de condenação ou absolutório”, observou.

A possibilidade de realização de audiência ou júri telepresencial é recomendada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e poderá ser ampliada para o uso rotineiro do cartório, em conformidade com a necessidade do magistrado.

*** Com informações da Ascom TJPB

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *