Ricardo recebe ‘Troféu do Mérito Acadêmico’, mas honraria não existe no estatuto da UEPB

Homenagem foi aprovada pelo Conselho do Campus V, mas não passou pela análise do Conselho Universitário da UEPB

O recebimento do ‘Troféu do Mérito Acadêmico’ pelo ex-governador Ricardo Coutinho, no Campus V da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) na última sexta-feira (09), tem gerado polêmica. É que a honraria não está prevista no Estatuto da universidade, mas foi criada e aprovada pelo Conselho do Campus pessoense. O ex-governador, que é tido por opositores como ‘descumpridor’ da Lei de Autonomia Financeira, mostrou-se lisonjeado com a homenagem.

“Voltei à Universidade Estadual da Paraíba nesta sexta-feira, 9, para participar da Aula Magna do semestre letivo 2019.2 do Campus V. É sempre uma satisfação falar para os jovens, para os professores e para aqueles que trabalham com educação. Por fim, recebi o Troféu do Mérito Acadêmico do Campus V da UEPB, pelo qual fiquei muito grato e honrado”, escreveu o ex-governador em suas redes sociais.

A resolução 010/2010, que regulamentou a concessão de títulos honoríficos da UEPB, estabelece as categorias de ‘Doutor Honoris Causa’, ‘Professor Honoris Causa’, ‘Professor Emérito’ e ‘Medalha de Mérito Universitário’ como as honrarias possíveis de serem concedidas pela instituição. Para que sejam concedidas, as homenagens deverão ser aprovadas pelo Conselho Universitário (CONSUNI).

Justificativa

A coordenadora do Campus V da UEPB, professora Jaqueline Barrancos, explicou que a concessão do ‘Troféu do Mérito Acadêmico’ foi aprovada por unanimidade pelo Conselho do Campus V. “É um reconhecimento pelo o que ele tem feito pelo Campus. Não é um título da UEPB, é do Campus. O Campus tem autonomia para instituir portarias e homenagens”, argumentou.

Ela lembrou que foi durante a gestão do ex-governador que a maior parte das obras de construção do Campus foi executada. Aproximadamente R$ 9 milhões foram investidos. A previsão é de que a estrutura seja inaugurada pelo governador João Azevedo nos próximos meses.

Gestões de Ricado e a UEPB

As gestões do ex-governador Ricardo Coutinho foram marcadas por embates com a Administração da UEPB. Por várias vezes a Reitoria reclamou do Governo por conta do suposto descumprimento da Lei da Autonomia Financeira e também pela diminuição nos repasses do orçamento da universidade.

Um levantamento recente, feito pelo Dieese, aponta que a UEPB tem acumulado perdas no orçamento de aproximadamente R$ 500 milhões nos últimos dez anos. Para este ano, o orçamento da universidade é de R$ 292 milhões. Em 2018, a UEPB deveria receber R$ 317 milhões, mas acabou tendo em caixa um orçamento de R$ 290 milhões.

5 Comente Ricardo recebe ‘Troféu do Mérito Acadêmico’, mas honraria não existe no estatuto da UEPB

  1. Feuber Disse:

    Universidade pública só tem marajá!

  2. rubens Disse:

    O Reitor da UEPB passou 8 anos reclamando de rei Ricardo I, agora, na forma de “babação”, o Campus V, traindo a Instituição, dá um título que “não existe” ao ex governador. Não dá para entender!

  3. Marcionila Fernandes Disse:

    Recebemos na UEPB Campus V, o ex governador da Paraíba Ricardo Coutinho, em palestra que abordou o tema “democracia e a crise civilizatória no Brasil”. Ele exerce uma importante papel em defesa da democracia e contra o caos que se encontra nosso País. Neste momento de tempos de Bárbaros com tendências fascistas, deve-se entender que qualquer debate, que valorize interesses menores, diante da luta por uma nação soberana, democrática e justa, não contribui com o Brasil nem com a Paraíba. Essa Singela placa dada ao ex governador faz parte de uma prática muito repetida no Campus, sem qualquer questionamento dos órgãos colegiados e da direção central da UEPB. Neste momento, o debate é outro e estrapola nossos interesses cooperativos, é tempo de todos democratas desse país se unirem em defesa das nossas riquezas que estão sendo entregue, da justiça social, das universidades enquanto instituições plurais e estratégias, da proteção dos mais pobres, da preservação da Amazônia. É necessário que a uepb entenda isso enquanto instituição. Espero que essa matéria seja apenas uma opinião do jornalista, que deve ser respeitada. Vivemos em tempos de ódio e tirania. A democracia é muito cara a todos nós, uni-vos com a amplitude necessária para superar esse momento tão difícil. Nós nos somamos ao ex governador Ricardo nesta grande batalha.

  4. Márcia Azevedo Disse:

    Para a UEPB como um todo esse senhor não fez NADA. Muito pelo contrário! Não respeitou a autonomia financeira da Instituição e nunca recebeu o reitor ou associação dos docentes. Parece que odeia a UEPB. Não vejo motivo algum para homenagear essa criatura. Nunca teve meu voto e nunca terá. Fiquei com pena de ele não ter ficado inelegível. Pessoas que não reconhecem o valor do ensino e da contribuição social que a UEPB dá à Paraíba não merecem NADA!

  5. Luiz Fernando Disse:

    Ricardo ministrou uma palestra no campus, e teve sua presença aprovada por unanimidade pelo Conselho de Centro. O alarde dessa matéria, não reflete no que população acha, pois Ricardo deixou o governo com 58% de aprovação. Sobre a homenagem no campus o complexo estudantil foi obra do seu governo,diferente de outros governo que trouxe a UEPB para João Pessoa e não construiu um campus.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *