Papo Íntimo 10:38

Laqueadura e vasectomia: você sabia que existem regras para poder realizar?

Homens e mulheres que desejam fechar a fábrica de filhos e pensam em fazer um método definitivo, é preciso pensar bastante antes de realizar. Esse foi o assunto do nosso Papo Íntimo da última sexta-feira (2).

Quando o casal decide pela laqueadura ou vasectomia, que são métodos definitivos, precisam solicitar o procedimento 60 dias antes de sua realização, esse tempo é exigido para que o acompanhamento psicológico e conscientização possam ser feitos, pois, após o procedimento, a reversibilidade (ou seja, a possibilidade de engravidar novamente) se torna um procedimento sem garantia de êxito e o arrependimento pode ser tarde demais.

Para evitar o arrependimento, algumas dúvidas precisam ser esclarecidas antes da cirurgia:

  1. A laqueadura é um método definitivo, que significa que a mulher vai ficar estéril, porque suas trompas serão cortadas;
  2. Após laqueadura é comum o aumento do fluxo menstrual;
  3. A laqueadura não mexe com o metabolismo, portanto não engorda;
  4. O homem, após vasectomia, não fica impotente (disfunção erétil), o procedimento não afeta a ejaculação nem a ereção;
  5. O sucesso da reversão da vasectomia é maior que a laqueadura, mas depende do tempo que ele é vasectomizado.

Segundo a Lei do Planejamento Familiar, para poder realizar a esterilização voluntária, é preciso atender aos seguintes critérios: ter no mínimo 25 anos ou dois filhos.

A contracepção é direito de todo casal, e cabe ao profissional apenas apresentar todos os métodos para que a escolha seja feita pelo casal, de forma que o profissional não interfira na decisão, mas colabore no esclarecimento.

 

Assista na íntegra o Papo Íntimo da última sexta-feira (19):

Confira o vídeo!

TAGS:
Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *