Conteúdo 8:52

E-commerce brasileiro cresceu 21% em fevereiro

Foram 1,49 bilhão de acessos no mês.

 

 

O comércio eletrônico brasileiro alcançou a marca de 1,49 bilhão de acessos em fevereiro, número que representa um aumento de 21% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

A informação aparece no Relatório E-commerce no Brasil, desenvolvido pela Conversion, agência especializada em SEO. O estudo possui frequência mensal e analisa o tráfego dos 200 maiores sites do Brasil em 15 setores.

Dos segmentos analisados, dez tiveram aumento de mais de 10% no YoY (Year over Year), como Farmácia & Saúde, que cresceu 85,70%, puxado pela venda de medicamentos, Pet, com 78,29%, Comidas & Bebidas, com 53,37%, Casa & Móveis, com 51,89%, Moda, com 36,6%, Educação, com 31,32%, e Eletrônicos e Eletrodomésticos, com 25,77%, reflexo das vendas de televisores, fogões, geladeiras frost free, entre outros.

Os setores de Turismo e Infantil tiveram queda de 23,25% e 10,95%, respectivamente, comparado ao ano anterior. No comparativo mensal com janeiro, todos os setores recuaram.

O segmento de Farmácia & Saúde liderou o ranking de setores com maior crescimento (+86%) no pós-pandemia (fevereiro/21 vs. fevereiro/20) e também no comparativo anual.

As plataformas chinesas Shopee e Shein, que configuram a categoria de Importados, tiveram em janeiro os maiores crescimentos no YoY (1.464% e 522%) de todos os sites analisados.

Em contrapartida, o Mercado Livre, maior site do segmento, perdeu 13% de market share no ano a ano. A gigante do varejo Casas Bahia cresceu 75% no mesmo período.

O levantamento ainda mostra que dados relacionados a fontes de tráfego, como canal de busca (orgânico e pago), possuem a maior parcela do tráfego (59%), evidenciando a importância de as marcas estarem bem posicionadas nos buscadores.

Fonte: Money Times

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *