Charliton “surfa” na onda de denúncias de nepotismo entre Cida e Cartaxo

charlinton.jpg

O candidato a prefeito de João Pessoa pelo PT, Professor Charliton, resolveu surfar na onda de denúncias de nepotismo nas campanhas de Cida Ramos (PSB) e Luciano Cartaxo (PSD). Puxou o gancho para dizer que são frutas do mesmo “balaio” e diz que vê semelhanças entre eles.

O prefeito fala que é transparente, mas possui uma lista enorme de parentes empregados na gestão. No caso da candidata do PSB, descobriu-se que ela empregou a própria irmã durante o período que foi secretária de Desenvolvimento Humano do Estado. Ficam claras as semelhanças entre os dois candidatos, e a falta de  respeito com a população”, disse.

O candidato lembra que, no Brasil, a prática do nepotismo é proibida e fere os princípios da impessoalidade, moralidade, eficiência e isonomia. Ate aí nada de novidade.

A diferença que ele apresenta está no plano de governo apresentado ao TRE. A ideia, na teoria, é enviar para Câmara pacote de medidas visando a prevenção e o combate à improbidade administrativa, composto por medidas como auditoria permanente da evolução patrimonial dos gestores e cargos comissionados e familiares.

Sobre denúncias
Cartaxo e Cida negam nepotismo nas suas gestões, apresentaram justificativas para as relações familiares e contratações, mas não se aprofundaram nas explicações.

Cida e Luciano não podem reclamar da política dos acordões, diz Charlinton

charliton_machado_entrevista

O candidato a prefeito de João Pessoa pelo PT, Charlinton Machado, fez duras críticas à política dos acordões que, segundo ele, foi adotada pelos pré-candidatos do PSB e PSD, Cida Ramos e Luciano Cartaxo, respectivamente. “Cida e Luciano não podem reclamar da política dos acordões”, disparou o petista. Charlinton se pronunciou logo depois que soube da desistência da pré-candidatura de Wilson Filho (PTB) e consequente adesão do petebista ao projeto socialista. Para ele, o fato deixou claro que todas as duas candidaturas são sustentadas por políticos com perfis conservadores e parecidos.

Estiveram a favor do golpe (afastamento da presidente Dilma Rousseff), votaram pelo impeachment, e são identificados com o sentimento mais conservados da sociedade pessoense, tanto Wilson Filho, como Manoel Júnior”, registrou.

Ele lembrou ainda que a desistência dos dois pré-candidatos, os acordões e os dois “chapões” fortalecem o diálogo da população com as candidaturas que tem um perfil e uma leitura mais progressista da sociedade.

Foto: G1

Convenção do PT de JP vai ter Lula, criticas a Cartaxo e Fora Temer

charlinto FRANCISCO FRANÇA

Com certeza, a convenção do PT de João Pessoa, neste sábado (30), terá a presença de deputados estaduais Anísio Maia e Frei Anastácio, do deputado federal Luiz Couto e dos militantes que resistiram. O professor Charlinton Machado, que será confirmado candidato do partido, afirmou que quem vai marcar presença por meio de um vídeo é o ex-presidente Lula, que deixará sua mensagem para a militância, lembrando das lutas, da força do PT e da resistência necessária para o momento.

O que também não irão faltar na convenção petista são críticas a chamada “traição” do prefeito Luciano Cartaxo, que deixou o PT para se filiar ao PSD; de quebra, disparos contra o “chapão”, que tem o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), José Maranhão (PMDB) e Cartaxo (PSD) como protagonistas.

LEIA MAIS

PT de JP define candidaturas

Com a pré-candidatura de Charlinton Machado “na praça” – já resgatando o discurso de participação da legenda nas principais obras da prefeitura da capital – o PT se reúne na próxima terça-feira (28), a partir das 18h, para definir as candidaturas a vereador. O encontro será no auditório do Sindicato dos Bancários, na avenida Beira Rio.  Devem participar os delegados do partido, pré-candidatos e lideranças. Entre um discurso e outro,  a receita para chegar ao tom certo e construir argumentos para enfrentar o bombardeio dos opositores do partido.