Campina Grande é a 18ª cidade do Brasil em qualidade de saneamento básico

Jhonathan Oliveira

Campina Grande está entre as 20 melhores cidades do país em qualidade de saneamento básico. O dado é do novo Ranking do Saneamento Básico do Instituto Trata Brasil, divulgado nesta segunda-feira (20). A ‘Rainha da Borborema’ subiu onze posições, em comparação com o levantamento de 2016, e aparece na 18ª colocação.

Desempenho de Campina Grande no ranking é muito superior ao de João Pessoa (Foto: Leonardo Silva)

O ranking é elaborado desde 2009 e usa dados oficiais do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), do Ministério das Cidades. A pesquisa avalia a evolução dos indicadores de água, esgotos, investimentos e perdas de água nas 100 maiores cidades brasileiras. O mais recente foi elaborado com números de 2015.

De acordo com o ranking, Campina Grande obteve uma nota total máxima de 8,29. Em 2016, o índice tinha sido de 7,65, deixando o município na 29ª posição. Vale destacar, inclusive, que a cidade paraibana é a segunda melhor da região Nordeste, ficando atrás apenas da baiana Vitória da Conquista, que teve nota 8,65. A nota de Campina é mais alta que a de São Paulo, maior cidade do país, que aparece com 8,17.

Os dados apontam que Campina Grande tem 100% no atendimento total de água. Já com relação ao esgoto, o indíce de atendimento da cidade é de 88,28%, sendo que 100% é tratado.

João Pessoa cai no ranking

Além de Campina Grande, a outra cidade paraibana que aparece no ranking do Trata Brasil é João Pessoa. No entanto, o resultado da capital não foi muito bom, apresentando uma queda de oito posições.

Com uma nota total máxima de 6,80, João Pessoa ficou na 42ª colocação. No ranking do anterior, a cidade tinha alcançado 7,29, ficando na 34ª posição.

João Pessoa tem um desempenho melhor quando se leva em conta apenas as capitais. Ela é 9ª no país inteiro e a melhor da região Nordeste.

Saiba como está a disputa eleitoral em João Pessoa e Campina

João Pessoa tem seis pré-candidatos a prefeito e a ameaça de implosão de uma candidatura. Em Campina, são sete na disputa, com uma pré-candidata “assediada” por três nomes fortes.

Veja o resumo do cenário político eleitoral nas duas principais cidades do Estado no Bom Dia Paraíba, da TV Cabo Branco.

jp 2001

cg 2cg 1

 

 

 

 

 

 

De mansinho, Galdino já juntou sete partidos ao redor de sua candidatura

adrianogaldinoNinguém gosta de perder. Mas quando um político não tem obrigação de vencer e consegue surpreender, ganha moral para projetos futuros. O candidato a prefeito de Campina Grande, Adriano Galdino (PSB), passeia por esse cenário.

Pode fazer muito mais que o esperado na disputa eleitoral em CG, mas entra no jogo sabendo que não será fácil desbancar a polarização Romero Rodrigues (PSDB)  versus  Veneziano Vital (PMDB), mesmo tendo a máquina do governo estadual a seu favor.

O fato é que de mansinho, com jeito de “matuto esperto”, já juntou ao redor da sua candidatura sete legendas, além do PSB. Três, vão anunciar apoio na próxima terça-feira (12), às 9h30, durante entrevista coletiva, na sede da Associação Campinense de Imprensa (ACI). Estarão com ele, o PRTB, PSL e PRP e já estão o PT, PT do B, PDT e PC do B.

Claro que esses partidos já estão na base do governador Ricardo Coutinho (PSB) e se sentem meio que pressionados a seguir junto, apoiando, por tabela, o nome ungido pelo comandante. Mas não há como negar que o jeito agregador de Galdino tem ajudado. Se fosse outro, com resistência, já teria morrido por inanição.

Sem falar que ele é o presidente da AL, com poder na mão, com a caneta do Legislativo e comandando várias lideranças que precisam da sua “bondade” do presidente. Vários ingredientes que dão uma espécie de vitaminada na sua candidatura.

Para quem era apenas um opção, caso Veneziano recuasse, o ex-prefeito de Pocinhos, está se saindo melhor que encomenda. Ainda tem resistência do campinense bairrista. Mas, para muitos, já tirou o ranço de forasteiro.

Se nasceu como uma simples ameaça ao PMDB, resistente em fazer aliança com o PSB em JP, “trocando” os apoios, Galdino já se superou e pode fazer acender a luz “laranja” na Rainha da Borborema. Agora é aguardar para saber até onde ele vai. Há quem diga que, nas pesquisas internas, subiu bem. Mas, caro leitor, pesquisas acertam e, de vez em quando, enganam.  É acompanhar.