Maia diz que Câmara deve aprovar reforma trabalhista na primeira quinzena de abril

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou nesta segunda-feira (20) que a reforma trabalhista deve ser aprovada pela Casa na primeira quinzena de abril e que, em seguida, o Plenário vai apreciar a da Previdência. Rodrigo Maia também voltou a defender mudanças no modelo eleitoral: “O Brasil não pode entrar na próxima eleição com esse sistema do jeito que está”.

“A gente vota a modernização da lei trabalhista e, depois, começa a votar a Previdência. É uma escada correta para gerar um ambiente favorável às reformas, que vão melhorar as condições do País”, declarou, após participar de evento na Câmara Americana de Comércio (Amcham), em São Paulo.

Terceirização
Maia confirmou que, nesta semana, está prevista a votação pelo Plenário do projeto que regulamenta a terceirização (PL 4302/98). Na opinião dele, o excesso de regras na legislação trabalhista tem gerado desemprego. “Temos de parar com esse mito de que mais regulação e um maior número de leis é melhor para o trabalhador. Os Estados Unidos são flexíveis nessa área, e todos os brasileiros têm um sonho de ir para lá”, sustentou.

Reforma política
O presidente da Câmara voltou a defender mudanças no sistema eleitoral brasileiro já a partir de 2018. Para Maia, o País não deve inventar um novo sistema, mas, sim, buscar modelos que deram certo no mundo. “O Brasil não pode entrar na próxima eleição com esse sistema do jeito que está”, comentou.

Foto: O Globo

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *